GESP apresenta proposta para implantação do Plano Municipal da Mata Atlântica

Compartilhe
Nesta semana, os integrantes do Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas/GESP reuniram-se com o Promotor de Justiça Dr. Paulo Cirne e apresentaram documentos sobre políticas ambientais para a cidade de Passo Fundo. Entre os documentos apresentados foi um relatório preliminar mostrando a importância da preservação e recuperação dos recursos naturais de nossa cidade. O município de Passo Fundo está inserido no Bioma Mata Atlântica , um dos principais ecossistemas do Brasil e que encontra-se somente com aproximadamente 12% da área original que existia no passado.

O bioma atinge 15% do território brasileiro e compreende 17 estados e foi o primeiro bioma a ser assegurado por legislação - Lei da Mata Atlântica nº 11.428/2006. Estudos realizado a mais de dez anos pelo Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas e o antigo Departamento de Florestas e Áreas Protegidas/DEFAP da SEMA, apresentou aproximadamente 7% de cobertura florestal nativa em Passo Fundo, dados que precisam ser analisados e estudados com mais precisão. O Conselho Municipal do Meio Ambiente/FMMA formou um Câmara Técnica com a participação de profissionais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Habitação que já estão realizando estudos sobre este tema. 

Os outros  assuntos que foram debatidos foi sobre a legislação sobre sacolas plásticas que não está sendo cumprida pela municipalidade e o Projeto Rio Passo Fundo - Sociedade e Cidadania. 

Créditos: Divulgação

Leia Também Presidente do PSL é alvo de operação da Polícia Federal Conselho Municipal de Meio Ambiente tem nova gestão Passo-fundense registra anaconda gigante na floresta amazônica Projeto apresenta levantamento das árvores existentes na Praça Capitão Jovino