Hospital do Ursinho ajuda a reduzir o medo do tratamento médico de crianças em Passo Fundo

Compartilhe

Roupas brancas, agulhas gigantes e uma rotina exaustiva. À primeira vista, para uma criança, o ambiente hospitalar pode causar tanto medo quanto uma história de terror. Mas, no Hospital do Ursinho, isso está longe de ser realidade. Aqui, ir ao hospital é, além de necessário, também muito divertido e educativo. E foi nesse cenário nada assustador que cerca de 30 crianças mergulharam, no último domingo, dia 15 de setembro, durante o 12º Encontro da Família da Criança com Diabetes, promovido pelo projeto de extensão Acampamento da Criança com Diabetes, da Universidade de Passo Fundo (UPF), Lions Clube - Distrito LD7 e HSVP.

O encontro foi realizado na Associação de Funcionários do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), com a presença das crianças e de seus familiares. Durante o encontro, os participantes puderam participar do projeto Hospital do Ursinho, no qual as crianças se tornam “pais” de um ursinho e, junto com ele, passam pelas várias etapas de um tratamento médico. “Essas etapas envolvem desde exames laboratoriais, coleta dos exames, raio X, tomografia, cirurgia, e as próprias crianças se colocam como cirurgiões, fazem curativo, fazem a colocação dos órgãos no local correto. A ideia é tratar de forma lúdica essa necessidade de a criança ter um contato mais aproximado com as questões da sua saúde, principalmente crianças que têm doenças crônicas e que necessitam de um cuidado médico mais apurado”, explicou a coordenadora do projeto Acampamento da Criança com Diabetes, Dra. Mônica Krahl. 

Criado na Espanha, o Teddy Bear Hospital foi desenvolvido com o objetivo de mostrar para as crianças (pacientes ou não) que o hospital é um ambiente de cuidado e acolhimento. Na UPF, ele ocorreu pela primeira vez e foi desenvolvido por iniciativa e com a participação de acadêmicos do curso de Medicina, por meio da International Federation of Medical Students’ Associations (IFMSA Brazil) e da Liga de Saúde da Criança da UPF. Para desenvolver o projeto, os 21 estudantes que se inscreveram precisaram passar por uma capacitação ministrada pela pediatra Dra. Natasha Balen. A ideia, segundo, Bianca Thais Schneider, uma das acadêmicas participantes, é levar o projeto para outros espaços que atuem com crianças, como escolas, por exemplo. 

Encontro de Famílias
Além do Hospital do Ursinho, o encontro do último domingo também teve uma série de atividades, como oficinas de danças gaúchas, formação sobre contagem de carboidratos e bate-papo sobre a importância da prática de atividades físicas. Ao final, as crianças ainda tiveram uma atividade com cavalos, em que puderam fazer equitação e interagir com os animais. De acordo com a professora Mônica, esse encontro serviu de preparação para o Acampamento, que ocorre entre os dias 13 e 17 de novembro, no Campus I da UPF. “Nós aproveitamos o momento para orientar os pais sobre as inscrições para o Acampamento e os materiais que eles precisam trazer”, contou. 

Fonte: UPF

Leia Também Evento sobre paralisia cerebral acontece nesta quarta-feira em Passo Fundo Coordenadoria da Mulher e Comdim se unem em ações no Outubro Rosa Hospital São Vicente presente no Congresso Brasileiro de Pediatria Psicofobia: um mal dos novos tempos a ser vencido