Na Planalto News, oncologista fala sobre o melanoma, câncer de pele que matou o cantor Roberto Leal

Compartilhe

Após pedidos e dúvidas de muitos ouvintes da Planalto News FM 92.1, o oncologista Rodrigo Villarroel falou durante o programa Na Ordem do Dia com João Altair, sobre o melanoma.

Maligno, ele ocorre geralmente na pele, mas pode também se manifestar na boca, intestinos ou olhos.

Não é o mais frequente nas estatísticas, mas também não é raro. O número de óbitos causados pela doença é grande pois ela é agressiva.

Muitas vezes se manifesta através de uma pequena pinta que inicialmente parece inofensiva, por isso, a precocidade do diagnóstico é muito importante para o tratamento.

Segundo o especialista, vários fatores aumentam o risco de se ter melanoma, dentre eles a exposição prolongada e repetida ao sol (raios ultravioletas - UV), principalmente na infância e adolescência, exposição a câmeras de bronzeamento artificial, ter pele e olhos claros, com cabelos ruivos ou loiros, ou ser albino e ter história familiar ou pessoal de câncer de pele.

O oncologista alerta: “Nós médicos damos o alerta, quando as pessoas querem ter uma ideia se as pintas que elas têm podem ser perigosas, com riscos de ser melanoma, é seguir uma regra muito simples que a gente chama de A-B-C-D-E, onde cada letra significa uma característica da manchinha na pele que a gente vai examinar. ” disse Villarroel.

Confira:


Leia Também Evento sobre paralisia cerebral acontece nesta quarta-feira em Passo Fundo Coordenadoria da Mulher e Comdim se unem em ações no Outubro Rosa Hospital São Vicente presente no Congresso Brasileiro de Pediatria Psicofobia: um mal dos novos tempos a ser vencido