Passo Fundo entre as cinco cidades interessadas em contar com escola cívico-militar no RS

Compartilhe

O Rio Grande do Sul pode ter mais escolas atreladas ao Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares, do governo federal. Atualmente, duas instituições tiveram adesão confirmada, a partir de 2020, em Alvorada e Caxias do Sul. Porém, como nem todos os estados aderiram à proposta, há a possibilidade de que mais vagas sejam redistribuídas a cidades gaúchas. 

Foi oficializada a adesão das duas escolas e há outras instituições querendo aderir ao projeto. Cidades como Santa Maria, Lajeado, Bagé, Jaguarão e Passo Fundo já demonstraram interesse. Algumas prefeituras admitem, inclusive, a possibilidade de custear a iniciativa.

As duas escolas que já foram contempladas receberão R$ 1 milhão em incentivos do governo federal. A Escola Cívico-militar é um modelo de estrutura educacional que trabalha com civis na parte de ensino e pedagógica e com militares colaborando na formação dos cidadãos. A ideia é incorporar aos alunos atitudes e valores (familiares, sociais e patrióticos), trabalhando para que o aluno em formação tenha consciência de deveres, direitos e responsabilidades, como forma de se preparar para qualquer campo profissional no qual venha a atuar no futuro.

Leia Também Escolas municipais de Passo Fundo estarão interligadas através de sistema de videomonitoramento Anhanguera de Passo Fundo lança game interativo para apoiar jovem na escolha da Carreira Inep divulga os locais das provas do Enem UPF oferece Superintensivo Enem gratuito