Tem vereador com projeto para acabar com o VAR

Compartilhe

O vereador Antônio José Papera de Azevedo, apelidado de Zico (PTB), criou um projeto de lei para proibir o uso do árbitro de vídeo na cidade do Rio de Janeiro. O projeto foi publicado no Diário Oficial da Câmara do Rio nesta quarta-feira (16).

No texto, Zico propõe que o VAR seja proibido em qualquer jogo realizado no Rio de Janeiro. Como justificativa, o vereador cita "julgamentos incoerentes e duvidosos" e afirma que, apesar do valor elevado da tecnologia, "o uso do árbitro de vídeo não tem contribuído para a melhoria do futebol".

Confira na íntegra o texto do projeto de lei:

Art. 1° Fica proibido o uso do Recurso de Árbitro de Vídeo (VAR) nas partidas de futebol organizadas pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro – FERJ, e realizadas no Município do Rio de Janeiro.

Art. 2º A arbitragem não poderá ter contato com qualquer tipo de vídeo durante o período de realização da partida.

Art. 3° O descumprimento da presente Lei acarretará a seguinte sanção:

I - multa no valor de R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais).

Art. 4º O valor arrecadado com as multas deverão ser revertidos para o Fundo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – FUMDC.

Art. 5º O Poder Executivo regulamentará esta Lei.

Art. 6º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.



Leia Também Federação catarinense adia quartas de final do Estadual Jogador do Fluminense testa positivo para covid-19 e fica fora da final Santa Catarina: após jogo contra Avaí, Chapecoense confirma casos de covid na comissão técnica e jogadores Futebol: confirmada a volta do Gauchão para 23 de julho