Irineu Gehlen é condecorado Vereador Emérito de Passo Fundo

Compartilhe

A Câmara Municipal realizou na noite desta quarta-feira (30) uma cerimônia para descerramento da Placa de Vereador Emérito do Município. O mais novo integrante da Galeria é o ex-vereador Irineu Gehlen. Por solicitação do parlamentar Luiz Miguel Scheis (PDT), a Sessão foi realizada no Plenário Sete de Agosto. Ela contou com a presença de diversos ex-vereadores e do vice-prefeito de Passo Fundo, João Pedro Nunes.

A distinção de Vereador Emérito foi instituída pelo Poder Legislativo de Passo Fundo por meio da Resolução nº 31/2001. Ela permite aos parlamentares que deram contribuição relevante para o desenvolvimento do município, receberem a homenagem. Gehlen, agraciado deste ano, exerceu mandato na 9ª legislatura entre 1983 e 1989.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Fernando Rigon (PSDB), após abrir a cerimônia, ressaltou o fato de Irineu Gehlen ter sido um dos mais votados para o Parlamento no pleito ocorrido em 15 de novembro de 1982. Também relatou sobre sua atuação tendo integrado a Mesa Diretora e algumas comissões, enfatizando seu trabalho. “Ele obteve quatro vezes mais votos do que o ocupante da última cadeira na 9ª Legislatura. Além disso, exerceu suas funções com comprometimento na prestação dos serviços à toda comunidade, motivo pelo qual hoje recebe essa honraria da Casa Legislativa”, afirmou.

Luiz Miguel, proponente da honraria, destacou a trajetória social de Gehlen, citando atuações em diversos ramos, o mencionando como um dos idealizadores da Boca Maldita em Passo Fundo. O vereador ainda frisou sua atuação como advogado na área trabalhista onde, segundo Luiz Miguel, obteve grande reconhecimento em nível nacional.

O vereador ainda lembrou que Gehlen foi um dos incentivadores para que ele ingressasse na política. Ao fim de sua fala, realçou o histórico do homenageado em tom de felicitação. “Parabéns por suas realizações para a sociedade Passo-fundense e pela sua trajetória profissional, política e social. Seu nome está eternizado nesta Casa”, concluiu.

Além do ato de descerramento da Placa, a Sessão Solene também foi marcada pela entrega de uma medalha reforçando a titulação. Irineu Gehlen ressaltou a honraria recebida. “Faço uma saudação de respeito e agradecimento estendendo a todos os vereadores desta Casa Legislativa expressando minha satisfação e alegria pela homenagem que recebo hoje”, declarou.

Em sua fala na tribuna após o ato, Gehlen lembrou de reconhecer Passo Fundo como a cidade que lhe acolheu “para viver e trabalhar”. Ele acrescentou que jamais irá se afastar da cidade, não apenas pelo que realizou, mas pelo futuro. “Jamais me desligarei daqui, pois temos ainda sonhos e ideais a persegui-los, mas, é o destino que nos leva para este ou aquele caminho”, ponderou.

O agraciado também agradeceu a Luiz Miguel pela autoria da homenagem, estendendo ao presidente Rigon e demais vereadores pela distinção recebida. Após tecer considerações sobre a importância do Legislativo para a sociedade, Gehlen reforçou sobre exercer ideais e valores para construção de um novo país. “Nossa alma tem a força do infinito. Podemos construir um novo Brasil que se situe acima dos partidos políticos, acima dos interesses individuais, e que façamos prevalecer o coletivo que é, em última análise, o bem maior”, finalizou.

Sobre o novo Vereador Emérito

Irineu Gehlen nasceu em 26 de novembro de 1941, na cidade de Palmeira das Missões. Ele é Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de Passo Fundo (UPF). O novo Vereador Emérito possui seu próprio escritório, que atualmente é administrado por sua filha e sua neta.

Foi eleito vereador em 15 de novembro de 1982 pelo então Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Ele cumpriu seu mandato desde 1983 até o final de 1989 na 9ª legislatura da Câmara Municipal. No Parlamento, foi 3º secretário da Mesa Diretora, além de membro titular da Comissão de Legislação e Redação e da Comissão de Obras Públicas e Nomenclatura de Ruas.

Além disso, destacou-se como presidente da Academia Passo-Fundense de Letras (APL), exercendo o cargo entre os anos de 1991 e 1993, posteriormente de 1995/1997, 1999/2000 e 2002. Gehlen também foi fundador e ex-presidente do Jockey Clube de Passo Fundo, onde obteve reconhecimento nacional e internacional, por sua contribuição e pioneirismo no hipismo, projetando Passo Fundo neste esporte. Ele ainda atuou na filial do Rio Grande do Sul da Cruz Vermelha Brasileira, chegando à vice-presidência da entidade.

 

Foto: Comunicação Social / Câmara Municipal  

Leia Também Vice de Sertão concorre a prefeito Arno da Silva concorre a prefeito de Ernestina Três candidatos disputarão Prefeitura de Marau Carazinho tem cinco candidatos apresentados na eleição para prefeito