Pai que matou filho em Mormaço é ouvido pela polícia e liberado

Compartilhe

O homem que matou Bernardo Ross Quoos de 29 anos na comunidade de São Miguel em Mormaço nesta terça-feira, 03/12, se entregou à polícia nessa quarta-feira, 04/12, na delegacia de Polícia de Soledade.

Trata-se do pai adotivo de Bernardo, de iniciais B.Q. de 80 anos que confessou ter atirado contra seu filho nesta terça. A arma utilizada no crime foi entregue pelo autor durante sua apresentação, sendo que segundo a polícia, esta era de propriedade da vítima, assim como a arma apreendida no local do crime.

Conforme o delegado Márcio Marodin, responsável pela delegacia de Polícia de Soledade e por extensão Mormaço e Ibirapuitã, o homem se entregou, a arma foi apreendida, ele foi ouvido e liberado posteriormente.

O autor do disparo, mesmo confessando o crime, foi liberado por não haver um pedido de prisão expedido pelo Poder Judiciário, visto que a apresentação à polícia não configura flagrante policial.

Contudo, segundo Marodin, isso não o exime de responder pelo processo de homicídio. Além disso, caberá ao Poder Judiciário solicitar ou não a prisão do autor do disparo de arma de fogo, pai da vítima.

A motivação ainda será apurada pela Polícia Civil que ouviu a versão do autor nesta quarta. O homem de 80 anos é pai adotivo de Bernardo Ross Quoos que, segundo informações prestadas por familiares, havia se mudado há pouco tempo para o interior de Mormaço a fim de cuidar do pai.

Com informações, Tua Rádio Cristal

Leia Também Operação Balada Segura autua passo-fundenses por embriaguez ao volante Homem é sequestrado e obrigado a tomar "boa noite Cinderela" em Passo Fundo Condutor perde controle de veículo e bate em muro de residência em Passo Fundo Briga de casal começa na Independência e termina na delegacia