Empregador em foco: Regulamento Interno: comunicação clara e eficaz dentro da sua empresa

Postado por: Jennifer Barreto Dalalba

Compartilhe

Conforme explanado no artigo anterior, os empresários que buscam solidez no seu ramo, bem como uma comunicação clara e objetiva dentro de suas empresas recorrem cada vez para mais para o Compilance Trabalhista. Dentro da gama de procedimentos e benefícios que essa ferramenta proporciona, pode-se citar o regulamento interno. Esse documento, por vezes esquecido e descartado como ultrapassado, é a principal ferramenta para uma boa e otimizada gestão.

Os inúmeros minutos perdidos, os desencontros de funções, o aumento do passivo trabalhista, a baixa produtividade, podem ser sinais da necessidade de um regulamento interno ou, se você já tem, a revisão do seu. Poucas empresas adotam a prática de estabelecer e deixar claro suas políticas internas, o modo de operação e de funções, os valores e os princípios que norteiam a empresa.

O regulamento interno é esse documento, composto por um conjunto de regras que gerem a vida da empresa. É uma das principais ferramentas do Compliance Trabalhista, cuja função é levar o negócio ao sucesso com segurança e eficiência. Segurança, pois ele tem o poder de resguardar a empresa quanto as atividades de cada função, com um passo-a-passo, pois na lacuna da lei, o Regulamento se tornará substancialmente “lei entre as partes”. E, eficiência, na medida em que regula o que cada funcionário pode ou não fazer, composto pelos cargos e funções do dia-a-dia da empresa, de maneira que não haja ociosidade, repetição de atividades ou desencontros.

Esse documento é tão cheio de detalhes que ao elaborá-lo é de suma importância o assessoramento de um profissional jurídico. Assim, na medida que a reforma trabalhista abre a possibilidade de acordos entre empregado e empregador, o regulamento interno quando bem elaborado antevê os desafios que a legislação não contempla; ou aqueles em que se permite seja realizado o acordo entre as partes. Com isso, dentro dos limites da legislação trabalhista e dos acordos coletivos, o empresário consegue integrar sua equipe e proteger sua organização.

Portanto, é de suma importância que os empresários que buscam expandir com eficiência e segurança, elabore um regulamento interno e leve a conhecimento dos seus colaboradores para que se tenha maior otimização na gestão de pessoas e financeira.

 

Leia Também Semana Santa Padre Zezinho: religioso coerente com Doutrina Social da Igreja Quando é difícil lavar as mãos Chá misterioso