Ernestina anuncia ampliação do sistema de videomonitoramento

Compartilhe

 A segurança pública receberá um reforço em Ernestina. A Administração Municipal anunciou a ampliação do sistema de videomonitoramento. As atuais sete câmeras já instaladas receberão o reforço de oito novos equipamentos que ampliarão a área de cobertura do sistema. As imagens são transmitidas em tempo real a uma central instalada na sede da Brigada Militar, sendo monitoradas também pela BM em Passo Fundo.

 Nesta segunda etapa do projeto, serão investidos R$ 84,4 mil, dos quais R$ 54,3 mil são oriundos do Governo Estadual através da Consulta Popular de 2018 - quando a comunidade ernestinense indicou que a segurança era uma área prioritária -, enquanto R$ 30,05 mil correspondem a contrapartida municipal. Somadas as duas etapas, o investimento na implantação do sistema de videomonitoramento já ultrapassa R$ 170 mil, além dos recursos destinados mensalmente pela Prefeitura para a manutenção do sistema.

 Além de coibir crimes afugentando criminosos, as câmeras auxiliam na apuração de delitos e identificação dos indivíduos. Desde que entrou em operação, em sua primeira etapa, em março de 2019, o sistema de videomonitoramento tem sido um aliado dos órgãos de segurança pública no município. A Brigada Militar registrou queda nos índices de criminalidade - o relatório com os dados precisos deve ser divulgado nas próximas semanas.

O termo do convênio da segunda etapa do sistema foi entregue pelo prefeito de Ernestina, Odir João Boehm, ao Major Chefe da Divisão de Convênios, Luiz Marcelo Reolon. A expectativa é que o recurso proveniente da Consulta Popular seja depositado até o fim de janeiro pelo governo estadual. 

Leia Também Primeira geada do ano acontece no interior #OuvinteNews: situação caótica na estrada de São João Prefeito de Marau reduz número de secretários e investe dinheiro no combate ao coronavírus Em Vacaria, projeto de lei visa reduzir 50% dos salários do prefeito, vice e secretários