Onyx assumirá Ministério da Cidadania no lugar de Osmar Terra

Compartilhe
Foto: Wilson Dias / Agência Brasil   Foto: Wilson Dias / Agência Brasil 
O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, vai assumir o Ministério da Cidadania. A decisão do presidente Jair Bolsonaro foi comunicada nesta quarta-feira (12) ao atual titular da pasta, Osmar Terra, durante almoço. Terra deixará o governo.

A decisão acontece após polêmicas envolvendo o nome de Onyx Lorenzoni nas últimas semanas. Bolsonaro demitiu dois dos principais auxiliares do ministro na ausência dele, entre eles Vicente Santini, que utilizou avião da FAB (Força Aérea Brasileira) em voo exclusivo entre a Suíça, onde ocorreu o Fórum Econômico Mundial, e a Índia, onde Bolsonaro participava de visita oficial. Além disso, o presidente transferiu para o Ministério da Economia o PPI (Programa de Parcerias e Investimentos), uma das principais vitrines da Casa Civil.

Já Osmar Terra vinha se desentendendo com a equipe econômica do governo. A escalada se deu recentemente com o Bolsa Família, programa que tem registrado filas de espera de beneficiários. Além disso, uma investigação sobre uma possível fraude na contratação de uma empresa de tecnologia alvo da Polícia Federal na Operação Graveteiro desgastou ainda mais o ministro.

Mais cedo, nesta quarta, Onyx havia refutado a possibilidade de comandar o Ministério da Cidadania. “Nah... Ninguém falou isso”, disse a jornalistas em Brasília.

Para a Casa Civil, Bolsonaro convidou o general Walter Souza Braga Netto, segundo informações do jornal "O Estado de S. Paulo". Netto é ex-chefe da intervenção federal no Rio de Janeiro.

*R7

Leia Também Prazos eleitorais começam a alterar formação do governo municipal Câmara de Vereadores aprova cinco matérias em sessão virtual Deputado federal quer o cancelamento das eleições em 2020 Projeto que prevê redução no IPTU já está na Câmara