Obrigado Pe Elli

Postado por: Ari Antônio dos Reis

Compartilhe
Na semana passada o Pe Elli Benincá partiu para a eternidade. Junto como o sentimento de pesar que passou por todos nós havia também o sentimento de gratidão pelo o que este irmão significou na vida de muitas pessoas. Alguém que passou no mundo fazendo o bem deixa um legado, um caminho a ser seguido. O  testemunho de fé e agir cidadão do Pe Elli foi válido e tem inspirado as pessoas nas mesmas atitudes. 

 Pe Elli chegou à Passo Fundo em 1965 e de imediato assumiu dois serviços, o de presbítero, auxiliando na Catedral Nossa Senhora Aparecida, e do professor, nas áreas de filosofia e educação, no Consórcio Universitário Católico, hoje Universidade de Passo Fundo.  Quem o conheceu é unanime em dizer que ele exerceu com profundo senso de responsabilidade estas duas missões.

 Como presbítero foi um grande diferencial na Arquidiocese de Passo Fundo, contribuindo de forma significativa na formação dos futuros padres e também na formação dos agentes de pastoral leigos e religiosos. Ajudou muitos a compreenderem a importância da evangelização como um projeto eclesial e pessoal. 

 Como homem ligado ao ensino superior colaborou para que a formação dos futuros professores aliasse o conhecimento formal com o sentido humano do ser educador. Era um homem que acreditava no ser humano e o seu potencial libertador. Ele operou com maestria o encontro da fé com a ciência, fortalecido no cotidiano de trabalho em vista do bem do ser humano. O respeito e consideração por cada interlocutor marcava as pessoas com quem dialogava, mesmo que as posições fossem divergentes. 

Foi um dos fundadores da Itepa Faculdades e a criação do Curso de Teologia foi muito importante para a formação teológica e pastoral dos presbíteros, leigos e religiosos da região de Passo Fundo e de outras regiões do Brasil. Tinha preocupação para que a formação teológica fosse dialogante com os diferentes contextos e ajudasse a encontrar caminhos para a eficácia da ação evangelizadora. 

Uma outra contribuição importante do Pe Elli estava nos escritos. Deixou-nos muitos artigos e livros escritos. A suas publicações eram uma forma de contribuição para que outras pessoas exercessem a tarefa pedagógica e teológico-pastoral na perspectiva que sempre sonhara: formação profunda e autonomia em ser e agir.  A leitura dos textos leva a pessoa a interagir com o seu contexto de vida e trabalho em uma perspectiva crítica e aberta às transformações necessárias. 

Por fim ressalto o testemunho deixado. Nosso mundo precisa de bons testemunhos, de gente que exerce com coragem a missão de ser sal da terra e luz do mundo (cf. Mt 5, 13ss).  E o Pe Elli foi um testemunho do bem, seja na vida presbiteral, seja na missão de educador. E este posicionamento inspirou muitas pessoas nos caminhos a serem trilhados. É muito bom quando em nosso caminhar encontramos boas referências que reforçam nossa busca.  

As palavras são limitadas para expressar o que o Pe Elli significou para muitas pessoas. Diante desta limitação vale a expressão: muito obrigado Pe Elli. Descanse em Paz.

Leia Também NOSSOS DIREITOS: Afinal, o que é DIVERSIDADE? (Parte 1) Semear Papa Francisco: um líder para estes tempos difíceis (2) Vínculos com as famílias para atividades a distância na pandemia