Museu do Santuário de Ibiaçá recebe visitantes de todo o Brasil

Compartilhe
O Museu do Santuário de Nossa Senhora Consoladora em Ibiaçá foi inaugurado em 2018, com o objetivo de preservar a história das romarias e do Pe. Narciso Zanatta.

O local permanece aberto durante as novenas em preparação das Romarias, e conta com a presença de pessoas da região. Um dos idealizadores do museu, o professor Tadeu Fiabane comenta que o museu já recebeu visitantes de todo o Brasil, além da Bolívia, Uruguai, Paraguai e Argentina.

O acerto conta com a exposição de réplicas das primeiras igrejas, indumentária dos padres redentoristas, objetos religiosos que eram utilizados nas missas. O local também passa a história da Romaria de Ibiaçá, através de imagens das primeiras edições e de padres que fazem parte da história da comunidade. O local também conta com um acervo de livros e bíblias em diferentes línguas.

O professor Tadeu também explicou que a colonização da cidade teve início em 1916 e a primeira capela foi construída em 1923. Em 1946 a comunidade começou a ficar cada vez maior, e foi então realizada a construção de uma igreja que pudesse receber todas estas pessoas. 

Em 1948 a Igreja recebeu a nomenclatura de paróquia e em 1952 a comunidade recebeu o Pe. Zanatta, que foi o grande idealizador da Romaria de Nossa Senhora Consoladora de Ibiaçá, que neste ano chegou a sua 68ª edição.

Leia Também Ernestina e Água Santa reabrem seus comércios na segunda Voluntárias de Mato Castelhano oferecem comida para motoristas Agências lotéricas de Passo Fundo permanecem abertas Cartórios de Registro de Imóveis orientam sobre serviços online durante a pandemia de Coronavírus