Dengue soma 14 mortes no Brasil em 2020 e levanta alerta

Compartilhe
Divulgação   Divulgação 

Autoridades no Brasil estão em alerta por causa dos registros de casos de dengue em 2020. Isso porque foram notificados 94.149 ocorrências suspeitas da doença somente nos dois primeiros meses do ano, além de 14 mortes confirmadas, segundo o Ministério da Saúde.

Sobre as incidências prováveis, houve um aumento de 72% em relação ao mesmo período do ano passado. Naquela época, apenas cinco mortes haviam sido registradas.

Assim, a dengue foi considerada pelos órgãos públicos como uma endemia diante do cenário atual, uma vez que é uma doença infecciosa com incidência significativa em território brasileiro. 

Os 14 óbitos por dengue em 2020 foram registrados nos seguintes locais:

Mato Grosso do Sul: 4
Paraná: 3
Acre: 2
São Paulo: 2
Distrito Federal: 2
Minas Gerais: 1
Outros 62 falecimentos seguem em investigação. Além disso, Acre, Mato Grosso do Sul e Paraná se encontram em estado de alerta.



Além disso, a taxa de mortalidade pela doença tem crescido. Em 2019, foram registrados 754 óbitos por dengue em todo o país ao longo do ano. O número é bastante superior aos de anos anteriores: em 2018, foram 155 óbitos; enquanto que, em 2017, foram 185 falecimentos.

Por que a dengue voltou a se espalhar

Ainda não foram definidas oficialmente as causas que levaram os casos de dengue a crescerem tanto a partir de 2019.

Contudo, muito se tem falado sobre um novo subtipo do vírus da dengue: o vírus 2, que tem ocasionado a dengue hemorrágica - tipo mais grave da doença, que leva o paciente rapidamente a óbito após o aparecimento dos primeiros sintomas (veja na imagem abaixo quais os principais sintomas da dengue).

Além disso, houve um grande reporte de casos no Brasil de pessoas que já foram infectadas anteriormente pela dengue e voltaram a apresentar a doença. Pesquisas indicam que a segunda infecção pela patologia tende a ser muito mais grave do que a primeira, tendo um menor espaço de tempo entre os primeiros sintomas e o óbito.

Como se prevenir da dengue

Por enquanto, a vacina contra dengue continua em fase final de testes no Brasil, mas ainda não há previsão para fornecimento gratuito. Dessa forma, o método mais eficaz de evitar a doença é acabar com a proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão do vírus.

Para isso, algumas medidas são indispensáveis, como:

Evite o acúmulo de água em pneus velhos, garrafas e potes
Lave as vasilhas de seus animais de estimação regularmente
Mantenha a caixa d?água e piscinas cobertas
Coloque telas em portas e janelas
Aplique areia em vasos de plantas
Descarte corretamente seu lixo
Mantenha latas de lixo sempre bem tampadas
Coloque desinfetante nos ralos de cozinhas e banheiros
Limpe as calhas com frequência
Utilize inseticidas e larvicidas
Use repelentes, principalmente durante viagens ou em locais com muitos insetos

(Com informações do Portal Agência Saúde e Terra)

Leia Também Passo Fundo registra dois casos importados de dengue Passo Fundo já imunizou mais de 20 mil pessoas contra a gripe Doses da vacina contra a gripe terminam em Passo Fundo Secretária de Saúde esclarece na Planalto News ações para garantir a vacinação de idosos