CMP Sindicato se manifesta sobre agressão a professora em EMEI da Vila Luíza

Compartilhe

 

Nessa terça-feira, 10, uma professora sofreu agressão dentro das dependências da EMEI André Zaffari, da Vila Luíza, em Passo Fundo. Foi feito o registro policial do fato.

Conforme o relato feito pela direção do Centro Municipal dos Professores (CMP Sindicato), em entrevista ao programa Na Ordem do Dia, acontecia na oportunidade uma reunião normal de trabalho. Era o encontro da área pedagógica do educandário, que ocorre rotineiramente. Foi o momento em que uma professora foi agredida por uma mãe de estudante. Foi uma agressão violenta à educadora.

Os representantes relataram à Planalto News que o Sindicato não pode admitir de maneira alguma uma agressão sobre professores. Todas as medidas estão sendo tomadas, inclusive com a realização de campanha para evitar novas ocorrências do gênero.

Conforme Eduardo Albuquerque, desde que informado do fato o CMP Sindicato se colocou à disposição da professora agredida, disponibilizando o seu departamento jurídico para o acompanhamento do caso. A investigação do fato será feita pela Polícia Civil, com posterior encaminhamento para o Judiciário.
O Departamento de Jornalismo da Planalto News procurou contato com a Secretaria Municipal de Educação em torno do fato. A resposta é de que a Pasta não irá se manifestar, por enquanto. Foi informado está sendo dada toda a assistência necessária à professora e que os encaminhamentos cabíveis estão sendo feitos.

 

ACOMPANHE A MANIFESTAÇÃO DA DIREÇÃO DO CMP NA PLANALTO NEWS (áudio)

Leia Também COVID-19: informação é a melhor saída para o combate às fake news Cogna disponibiliza cursos online gratuitos para garantir rotina de estudos e aprimoramento de carreira Aulas da IMED retornam em ambiente virtual nesta quarta APAE decide suspender atividades a partir de quarta-feira