Estado de calamidade: proibido o transporte interestadual e limitação em ônibus pelo RS

Compartilhe

O governador Eduardo Leite declarou nesta quinta-feira, pela primeira vez na história do Rio Grande do Sul, situação de calamidade pública, numa tentativa de conter a disseminação de Covid-19 no Estado, que já apresenta transmissão local do patógeno causador da doença. Em uma coletiva virtual, o chefe do Executivo gaúcho notificou sobre medidas de contenção ao vírus SARS-Cov-2, que já infectou 28 pessoas no RS, conforme dados oficiais da Secretaria Estadual da Saúde.

Leite anunciou que o transporte interestadual está vedado e o intermunicipal atuará com até 50% da capacidade dos ônibus. Nos coletivos urbanos, fica proibido o transporte de pessoas em pé. O tucano afirmou que as atividades nos terminais aéreos continuam, mas afirmou que estuda o fechamento dos aeroportos do interior do Estado, concentrando voos no Salgado Filho, em Porto Alegre. 

Ao comércio, itens essenciais ficam limitados a número por consumidor. Também ficou determinada a não-alteração de preços, evitando a prática de valores abusivos na situação.

Nos shoppings, fica determinado o fechamento de todos os estabelecimentos não essenciais. Restaurantes, farmácias, clínicas, mercados e agências bancárias poderão manter seus serviços.   O decreto dá poder à Secretaria da Saúde de fazer requisição de bens e serviços ao setor médico o tanto quanto for necessário para combater o novo coronavírus e formaliza o Gabinete de Crise. No âmbito administrativo, ocorre a suspensão de prazos administrativos de processos e alvarás. Também fica definido um Comitê de Crise para a área econômica, para que sejam trabalhadas ações de impacto na área, para amenizar os impactos. Outro comitê será na área da saúde, reunindo profissionais e acadêmicos para que seja possível “compreender a evolução dessa doença”. Também haverá um de comunicação e de ações digitais, com serviços que poderão ser oferecidos digitalmente.


Fonte: Rádio Guaíba.

Foto: Divulgação Facebook

Leia Também Somos a Rádio Planalto: 5 de abril, são 51 anos no ar! Grupos arrecadam mais de 2 mil kg de alimentos para doação em Passo Fundo Salões de beleza podem voltar a funcionar a partir de sábado em Passo Fundo OAB se manifesta sobre denúncia de laudos médicos forjados para justificar pedidos judiciais de prisão domiciliar