Barragem de Ernestina expõe os efeitos da seca

Compartilhe

O cenário é desolador na Barragem de Ernestina que banha os municípios de Nicolau Vergueiro, Ernestina, Passo Fundo, Marau, Ibirapuitã e Tio Hugo. A seca provocou o esvaziamento de boa parte do lago que é gigante quando seu leito está normal, são 80 km quadrados alagados. As fotos feitas com drone pelo estúdio Foto e Vídeo Costa, mostram a área que era coberta com água e hoje virou terra firme ou lama. Em um detalhe aparece o estreito do rio Três Passos, que é um dos principais afluentes, juntamente com o Jacuí de Passo Fundo e o Conceição. Está morrendo muito peixe que ficam isolados nas lagoas que se formam e vão secando. O ex-prefeito de Nicolau Vergueiro, município que tem 20 km quadrados do alago, Danilmar da Costa, tem lembrança de apenas uma seca que deixou a barragem em situação parecida. Como não há previsão de chuvas fortes nesse final de março e em abril, a previsão é que seque mais ainda.

Leia Também Coxilha: decreto municipal estabelece novas condições para exercício de atividades públicas e privadas Comércio de Não-Me-Toque reabrirá na quarta-feira Comércio, serviços e indústrias voltarão a funcionar segunda-feira em Espumoso Pontão: aulas da rede municipal suspensas a partir de quinta-feira