ECPF busca soluções para suspensão do Acesso

Compartilhe

O futebol está completamente paralisado em função do coronavirus. A Divisão de Acesso, que havia sido suspensa por quinze dias, agora teve sua suspensão prorrogada por tempo indeterminado e com isso as dúvidas dentro dos estádios do interior seguem aumentando.

No início desta semana dirigentes de clubes da Divisão de Acesso estiveram reunidos virtualmente com o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Ocsman, por mais de 3 horas para tentar encontrar alternativas para a situação.

Conforme explicou o diretor de futebol do Esporte Clube Passo Fundo, Ricardo Attolini, o momento é de muita incerteza principalmente com as finanças dos clubes. “Os clubes foram enfáticos, nós não temos suporte financeiro para se sustentar sem competição. Os patrocinadores irão continuar fazendo os seus repasses? Seria até incoerente estarmos cobrando deles aquilo que eles não estão tendo caixa para pagar”. Aponta o dirigente.

No Vermelhão da Serra caminhos estão sendo buscados para enfrentar esse período. “Vamos cumprir com nosso compromisso no mês de março, não sei se teremos receita para tudo isso mas vamos ter suporte da Federação. Estamos estudando, pensando, tentando viabilizar da melhor forma que fique bom pra todos”.

Outro aspecto que foi exaustivamente debatido durante a reunião dos dirigentes foi a situação dos atletas. “O mais importante que foi salientado na reunião é que nós temos atrás de nós pessoas, profissionais que tem famílias e que se essa paralização for mantida essas pessoas precisam ter seu sustento para dar sequência na vida. Esse é o ponto mais importante”. Salienta Attolini. “Estamos movimentando o sindicato, movimentando os órgãos estaduais, os deputados para tentar buscar alguma emenda, mas não temos uma certeza do que irá acontecer”, finaliza.

A situação é semelhante entre os clubes da competição, em entrevista ao site peleia.com o presidente do União Frederiquense, Edson Cantarelli, cogitou usar a Arena União, estádio inaugurado a dois anos, como garantia para tomar empréstimo bancário e honrar os compromissos assumidos.

Leia Também Futebol: confirmada a volta do Gauchão para 23 de julho Fluminense dedica título no Rio aos profissionais da saúde e às vítimas da pandemia Fla-Flu será a primeira decisão do futebol brasileiro durante a pandemia Governo do estado sinaliza com possibilidade de volta do Gauchão ainda em julho