GESP preocupado com morte de peixes no Rio Passo Fundo

Compartilhe

 
Desde a semana passada vem ocorrendo a morte de centenas de peixes no Rio Passo Fundo. As espécies identificadas são birus (maior quantidade) e lambaris (menor quantidade).  
O Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas destacou a sua preocupação, conforme material encaminhado ao Departamento de Jornalismo da Rádio Planalto News. Entre os motivos podem ser a falta de oxigênio, muita matéria orgânica no Rio,  esgoto doméstico sem tratamento adequado e acumulo de resíduos dos mais variados possíveis. Ao mesmo tempo, a temperatura elevada e a estiagem contribuem para os problemas de qualidade ambiental para este importante recurso hídrico de nossa cidade. 
O local onde está a concentração em maior quantidade de animais mortos: entre as Ruas Humberto de Campos , próximo da Rodoviária e Rua Uruguai, próximo ao CTG Lalau Miranda.
O Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas/GESP , encaminhará relatório para as autoridades públicas, informando sobre a situação.
 
 
Fotos Paulo Fernando Cornelio (GESP)

Leia Também Dia Internacional da Biodiversidade: cuidado com a fauna, a flora e o meio ambiente Forte estiagem promove ação de salvamento de diversos peixes na barragem de Ernestina Dez mulheres foram mortas em janeiro de 2020 no RS Motorista viajou mais de 600 km com jiboia no motor