GESP preocupado com morte de peixes no Rio Passo Fundo

Compartilhe

 
Desde a semana passada vem ocorrendo a morte de centenas de peixes no Rio Passo Fundo. As espécies identificadas são birus (maior quantidade) e lambaris (menor quantidade).  
O Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas destacou a sua preocupação, conforme material encaminhado ao Departamento de Jornalismo da Rádio Planalto News. Entre os motivos podem ser a falta de oxigênio, muita matéria orgânica no Rio,  esgoto doméstico sem tratamento adequado e acumulo de resíduos dos mais variados possíveis. Ao mesmo tempo, a temperatura elevada e a estiagem contribuem para os problemas de qualidade ambiental para este importante recurso hídrico de nossa cidade. 
O local onde está a concentração em maior quantidade de animais mortos: entre as Ruas Humberto de Campos , próximo da Rodoviária e Rua Uruguai, próximo ao CTG Lalau Miranda.
O Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas/GESP , encaminhará relatório para as autoridades públicas, informando sobre a situação.
 
 
Fotos Paulo Fernando Cornelio (GESP)

Leia Também Defesa Civil alerta moradores ao longo do rio das Antas sobre risco de ruptura em barragem Cancelado o edital de arrendamento da Fazenda da Brigada Militar Principal barragem de Passo Fundo não recuperou seu nível ideal Dia Internacional da Biodiversidade: cuidado com a fauna, a flora e o meio ambiente