Chá misterioso

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe

Depois de um dia repleto de atividades pastorais, atendendo as comunidades do interior da paróquia, à noite, o pároco sentia uma estranha tontura, que nunca percebera antes. Começara uma coceira nos pés e subia lentamente até a cabeça, o que deixava a pessoa numa sensação de canseira inexplicável.

Dirigindo-se à doméstica, que sempre se fazia entender em remédios, participando na pastoral da saúde da comunidade, pensou em ser a pessoa certa, para encontrar o remédio adequado para essa momentânea enfermidade.

- Estou me sentindo (e explicou a situação)... Não sabe de um chazinho que poderia ser bom para isso?

- Sim, eu sei e faço já.

Não demorou muito e logo apresentou uma xícara de chá. Prontamente a tomou e foi deitar-se, na certeza de que estava solucionado o problema. Todavia, não conseguiu dormir direito, uma vez que o deixou numa tontura maior.

De manhã, na hora do café, dirigiu-se à sua serviçal, perguntando sobre a eficácia do chá tomado na noite anterior:

- Escuta! Tem certeza de que este chá é bom mesmo e resolve meu problema?

- Sim, é bom! – respondeu decididamente a doméstica. – Minha mãe já fazia este chá para os terneiros, quando eu era criança.

Como está a sua saúde? Você cuida bem dela? Você segue orientações médicas ou resolve tudo com soluções caseiras? Como está a pastoral da saúde de sua comunidade? Como sua família e sua comunidade trata os doentes?

Leia Também Jovens ainda escolhem ser professoras É preciso afiar o machado A divulgação do vídeo da reunião ministerial Contar histórias e fazer memórias