Prefeitura de Farroupilha decide contrariar governador e abrirá comércio na segunda-feira

Compartilhe

O Comitê de Atenção ao Novo Coronavírus do município de Farroupilha, na Serra Gaúcha, decidiu que a cidade adotará o isolamento humanitário a partir da próxima segunda-feira, dia 6. O modelo mantém o afastamento dos grupos de risco da doença – pessoas acima de 60 anos, diabéticos, hipertensos e portadores de doenças crônicas. Entretanto, as atividades econômicas são reativadas pelo restante da população, respeitando as orientações da Saúde. A decisão é contrária às determinações emitidas pelo governador Eduardo Leite que estabelece o fechamento das empresas até o dia 15 deste mês.

A prefeitura garantiu ter segurança jurídica com base no Supremo Tribunal Federal (STF) em que cada município é responsável na tomada de decisões no enfrentamento ao Coronavírus.

O presidente do Sindilojas de Farroupilha, Sérgio Rossi, informou que, entre as regras que deverão ser seguidas, estão a limitação da quantidade de clientes e atendentes no comércio de acordo com o tamanho do imóvel para evitar aglomerações. Outra medida prevista é a rotatividade nos funcionários que trabalham em cada dia. Naquele em que não trabalharem, a ideia é que façam testes para garantir que estão saudáveis. No entanto, o município conseguiu comprar apenas dois mil testes rápidos, o que o próprio prefeito admite que é pouco.

O setor de serviços também está autorizado a funcionar, desde que os atendentes usem equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscara, luvas e em alguns casos avental. Já as indústrias terão de reduzir em 30% o número de funcionários e respeitar a distância mínima de um metro entre eles no caso de uso de EPIs ou de dois metros sem EPIs.


Fonte: Rádio Guaíba

Foto: Prefeitura Farroupilha

Leia Também Boletim Coronavirus Rádio Planalto (31/05) Confirmada 32º morte por coronavirus em Passo Fundo Coronavírus: Passo Fundo continua com bandeira laranja HSVP recebe recurso de R$ 100 mil do senador Heinze