Na Planalto News, virologista informa que não há evidência de que pets possam transmitir coronavírus

Compartilhe

A forma como o novo coronavírus, causador da doença Covid-19, é transmitido, está sendo estudada em diversos países. Além de pesquisas relacionadas à maneira de contágio entre humanos, existem outras linhas que procuram descobrir a relação do vírus com animais domésticos, como gatos e cachorros.

Em entrevista à Planalto News FM 92.1, o dr. Luiz Carlos Kreutz, virologista e professor da Universidade de Passo Fundo, com graduação em Medicina Veterinária, mestrado em Microbiologia Veterinária e doutorado em Microbiologia Veterinária, falou sobre o assunto.

Segundo o especialista, pesquisas apontam que os animais podem se infectar acidentalmente através do tutor, devido ao contato próximo, no entanto, não existe nenhum indício de que um felino possa ser o portador ou transmitir para alguma pessoa.

Para o virologista, muitos estudos com informações duvidosas circulam em várias plataformas, já que, algumas pesquisas não possuem um rigor na avaliação, de maneira mais criteriosa, o que facilita a divulgação e gera dúvidas na população. Alguns desses estudos são muito contestados por apresentarem falhas na metodologia, utilizada para chegar às conclusões.

“Dentro da medicina veterinária, estamos bem tranquilos de que a princípio, não há evidência de que felinos ou qualquer outro pet possa transmitir o vírus para as pessoas’’, informou.

Apesar de os pets não serem capazes de transmitir o novo coronavírus, é aconselhável tomar alguns cuidados de higiene para que pelos e patas não levem o vírus para dentro de casa.

Ouça a entrevista:

  • Virologista fala sobre coronavírus em pets

Leia Também Governador mantém Passo Fundo na bandeira vermelha e ressalta que decisão se deve ao alto índice de hospitalizações Passo Fundo tem 3798 recuperados da Covid-19 Força-Tarefa constata novas aglomerações em Passo Fundo Vacina russa contra a Covid-19 será registrada nesta semana