Vereadores de Passo Fundo aprovam relatório final da Frente do Empreendedorismo

Compartilhe

Quatro matérias foram apreciadas na Ordem do Dia da Sessão Especial desta sexta-feira (24). Os vereadores aprovaram o relatório final da Frente Parlamentar Mista do Empreendedorismo e da Desburocratização. A comissão temporária atuou entre julho de 2019 até o início deste ano, com foco no fomento ao licenciamento de atividades econômicas, com diminuição da burocracia no município. Após realização das reuniões e ações pela equipe neste período, o documento foi aprovado pelo Parlamento.

Também foi aprovado o Projeto de Lei 113/2019, de autoria do Poder Executivo, que trata da retomada de imóvel público, cedido por ato de 2012, ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI-RS), em virtude da não ocupação do imóvel até a presente data.

Segundo justificativa da matéria, o imóvel, de propriedade do Município, foi concedido ao CRECI-RS, para que o mesmo construísse a sede do conselho, o que não ocorreu. O Executivo também quer usar a área para ampliação do Cais da Petrópolis.

Foi votado ainda pelos vereadores o Projeto de Lei 13/2020, de autoria do vereador Ronaldo Rosa (SD), que denomina "SALA DE IMPRENSA DUARSAN BITTENCOURT D'ÁVILA" o setor de imprensa do novo Estádio Delmar Sittoni, localizado entre as Ruas dos Andradas e Pedro Lessa, no Bairro Nonoai.

 “Duarsan era radialista na essência da palavra, dono de uma voz inconfundível, vibrante, bela dicção, tinha repertório e comandava com maestria os programas que apresentava. O belo caminho trilhado por Duarsan Bittencourt D´Ávila foi interrompido pelo seu falecimento em 23 de outubro de 2014, aos 70 anos de idade, este é um reconhecimento ao seu trabalho”, alegou Ronaldo Rosa.

Foto: Divulgação/Câmara

Leia Também Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação Congresso promulga emenda que adia eleições municipais para novembro Promulgação da PEC que muda datas das eleições 2020 acontece nesta quinta-feira Bolsonaro sanciona lei que prevê ajuda aos artistas informais com o auxílio de R$ 600