Acompanhe como está o Presídio Regional de Passo Fundo, há dois meses sem visitas e com controle rigoroso

Compartilhe
O repórter Lucas Brasil realizou entrevista nesta sexta-feira com o diretor Rodrigo Locatelli, do Presídio Regional de Passo Fundo. Na oportunidade, foi feito o relato do trabalho desenvolvido na casa prisional.
Conforme Locatelli, as pessoas, muitas vezes, confundem o trabalho realizado na casa com o Instituto Penal. No presídio, são 710 apenas apenados em regime fechado (685 homens e 25 mulheres).  Não houve nenhuma fuga ao longo dos meses, desde que o diretor assumiu as funções.
Já o Instituto Penal estão abrigados os detentos do regime semiaberto, podendo sair para trabalhar durante o dia e voltando para pernoitar. Foi no local de onde um preso veio a fugir, mesmo identificado com covid-19, e acabou recapturado.
Desde o início da pandemia, o controle está rigoroso no Presídio Regional de Passo Fundo. As sacolas de alimentos podem ser entregues normalmente para os detentos, porém sem visitas no período.  São sessenta dias sem visita na casa prisional.
Nem mesmo os advogados têm comparecido ao local, seguindo à determinação da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Atividades educacionais e religiosas também não são desenvolvidas.

ACOMPANHE A ENTREVISTA NA PLANALTO NEWS

Leia Também BM realiza operação Bike Patrulha Orienta Descoberto esquema de venda de álcool gel falsificado em Casca Bandido que assaltou pedestre em Passo Fundo é preso pela PC Jovem sai do CASE na tarde e é baleado durante a noite em Passo Fundo