Mulher diz à família que sentia dores da gravidez, rouba bebê em hospital e acaba presa

Compartilhe

Uma mulher, de 27 anos, foi presa suspeita de roubar uma criança recém-nascida em um hospital de Manhuaçu, a cerca de 280 km de Belo Horizonte.

De acordo com a polícia, Ducilene Alves Da Silva saiu de casa dizendo que iria a uma consulta médica, pois sentia dores decorrentes de uma gravidez.

Para os funcionários do hospital ela contou a mesma história. Após passar pela triagem, a mulher deixou a sala de espera da unidade de saúde e conseguiu ter acesso a um quarto, onde estavam mães com bebês recém-nascidos.

Ainda segundo a polícia, a suspeita fingiu ser enfermeira e disse que precisava levar a criança de uma das pacientes para ser examinada.

Sem desconfiar da história, a mãe do bebê entregou o filho à falsa profissional. Devido a demora pelo retorno da criança, a mãe questionou outra enfermeira, que acionou a polícia.

Confissão

A suspeita deixou a unidade hospitalar com a criança, mas foi encontrada pela polícia no caminho. A mulher confessou o crime e disse que gostaria de levar a criança para casa para cuidar dela.

Ducilene Alves passou por exames que atestaram que ela não tem problemas mentais. Ela foi encaminhada para uma unidade prisional.

O bebê, que ainda não havia sido registrado, passa bem e foi entregue à mãe. Ambos permanecem internados em observação.


Foto: Sete Lagoas Notícias/MG

Leia Também Unidos em oração: caminhoneiro de Passo Fundo segue internado após grave acidente no PR A integração do campo e da cidade: prossegue a Campanha "Vem Cooperar, Passo Fundo" Estado deve seguir com chuva volumosa Novo ciclone extratropical é previsto para a semana no RS