Advogado que trabalhou no caso Bernardo irá atuar na defesa da mãe no crime de menino em Planalto

Compartilhe
Alessandra Dougokenski, que assumiu a autoria da morte do filho Rafael Mateus Winques, em Planalto, será defendida por advogado que trabalhou no caso Bernardo, menino assassinado em 2014.
Jean Severo será o defensor, com sua equipe de trabalho. Ele trabalhou na defesa de Edelvânia Wirganovicz, assistente social, amiga da madastra do garoto morto, e que acabou condenada a 22 anos e 10 meses de prisão.
O advogado já conversou com a mulher, a qual mostra-se bastante abalada, chorando muito pelo triste desfecho em Planalto.
Advogados irão trabalhar a tese de que teria havido homicídio culposo, sem intenção de matar.

Leia Também Mulheres são presas ao extorquir homens com prints de imagens íntimas no interior gaúcho Trabalhador morre eletrocutado no interior de Cacique Doble Três pessoas perdem a vida em colisão na BR-158, em Cruz Alta Dois traficantes são presos com maconha e crack na BR 386