Advogado que trabalhou no caso Bernardo irá atuar na defesa da mãe no crime de menino em Planalto

Compartilhe
Alessandra Dougokenski, que assumiu a autoria da morte do filho Rafael Mateus Winques, em Planalto, será defendida por advogado que trabalhou no caso Bernardo, menino assassinado em 2014.
Jean Severo será o defensor, com sua equipe de trabalho. Ele trabalhou na defesa de Edelvânia Wirganovicz, assistente social, amiga da madastra do garoto morto, e que acabou condenada a 22 anos e 10 meses de prisão.
O advogado já conversou com a mulher, a qual mostra-se bastante abalada, chorando muito pelo triste desfecho em Planalto.
Advogados irão trabalhar a tese de que teria havido homicídio culposo, sem intenção de matar.

Leia Também Polícia faz cerco a criminosos que tentaram assaltar banco em Esmeralda Torcedores do Inter são presos após protesto no Centro de Treinamentos do Parque Gigante Easy Profit: segunda fase da operação em busca de golpistas do ''bilhete premiado'' é deflagrada pela Polícia Civil Homem mata, assa e come cachorro em Curitiba, diz polícia