Prefeito de Planalto afirma que menino assassinado era querido e bem educado

Compartilhe

O prefeito do município de Planalto, Antonio Carlos Damin (PDT), disse que a Polícia Civil encontrou, durante as investigações, pesquisas no telefone celular de Alexandra Dougokenski, mãe do menino Rafael Mateus Winques, relacionadas aos termos “boa noite Cinderela”. As procuras registradas no celular da ré confessa por métodos sedativos foram realizadas nos dias que antecederam o assassinato do garoto de 11 anos.

Damin disse que mora perto da casa da família. Segundo o prefeito, ele via o menino Rafael Mateus passando pela calçada e demonstrando uma excelente educação. "Bom dia, prefeito; boa tarde, prefeito", sempre dizia, me cumprimentando, quando passava por mim.

Sobre o relacionamento familiar, Damin garante que Alexandra Dougokenski era muito próxima da sua própria mãe que nunca foram relatados problemas entre os membros da família em que tenha sido necessária a intervenção da Polícia ou do Conselho Tutelar.

Segundo o prefeito, a população está em choque. Mesmo com a pandemia, foi segurar as pessoas em casa, saindo para protestar e se despedir do menino assassinado.


Fonte: Rádio Guaíba

Foto: Prefeitura Planalto

Leia Também Carro da Prefeitura se envolve em acidente na ERS 324 em Passo Fundo ERS 324 é liberada após alagamento em São Luís da Mortandade Confronto entre policiais e criminosos resulta em um bandido morto e um preso Mulheres são presas ao extorquir homens com prints de imagens íntimas no interior gaúcho