Alerta de gafanhotos na Argentina gera preocupação e pode chegar no RS

Compartilhe
Senasa/Divulgação   Senasa/Divulgação 
O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-Alimentar (SENASA), do governo da Argentina, aumentou o nível de alerta de “ameaça” para “perigo” na província argentina de Corrientes que faz fronteira com o Oeste do Rio Grande do Sul devido a uma nuvem de gafanhotos que surgiu ainda em maio no Paraguai e avança para Sul pelo território argentino. 
A última posição da nuvem de gafanhotos informada pelas autoridades argentinas, na noite desta segunda-feira, indicava que a praga atuava na localidade de Perugorría, na província argentina de Corrientes, cerca de 200 quilômetros a Oeste de Uruguaiana. Segundo a SENASA, a tendência é que hoje a nuvem se deslocasse para Sul em direção à província argentina de Entre Rios e não para Leste rumo ao Brasil. 

A trajetória dependerá muito das condições do tempo na região, para onde se prevê hoje mais uma jornada quente e com vento Norte moderado a forte. 


O Paraguai tem enfrentado nos últimos anos problemas com gafanhotos, especialmente a região do Chaco, e com o tempo e seco deste ano os técnicos acreditam que a praga tenha avançado para Sul. 


Fonte: Metsul Meteorologia

Leia Também Governo apresenta projeto para limitar remoção de conteúdos em redes sociais Máquina é 'engolida' pela areia durante obra de alargamento em Balneário Camboriú Pedras de granizo do tamanho de ovos causam danos e prejuízos em cidades do RS Brasileira morre abandonada em deserto ao tentar entrar nos EUA