Hospital São Vicente de Paulo: 102 anos de desafios, da gripe espanhola à Covid-19!

Compartilhe

Era 1918 e os jornais orientavam as pessoas a evitar aglomerações, usar máscaras e redobrar o cuidado com a higiene, isto tudo, para bloquear a disseminação da Influenza Espanhola ou Gripe Espanhola como ficou conhecida a pandemia naquele ano. Em Passo Fundo a doença também acometeu a população, e principalmente os pobres estavam sofrendo com a situação, pois, não tinham onde buscar ajuda e tratamento. Diante disso, O Pe. Rafael Iop, os católicos Vicentinos e as Zeladoras do Apostolado da Oração, movidos pelo espírito de caridade de São Vicente de Paulo, fundaram um Hospital, para atender e abrigar estes doentes, tendo como suprimento poucas coisas além da coragem e a fé. Em um pavilhão abandonado, uma enfermaria feminina e uma masculina foram criadas e naquele ano, 76 doentes acometidos pela pandemia foram atendidos, sendo que destes, faleceram 11 adultos e 4 crianças. “Na fundação do Hospital, a história nos conta que foi locado um pavilhão antigo, abandonado, e ali foi estruturado e montado um Hospital com a força e coragem daquelas pessoas, sem dinheiro, e o atendimento feito inclusive pelos próprios vicentinos, pelas irmãs do Apostolado da Oração, que prestavam serviço como se fossem enfermeiras e enfermeiros, e buscavam na região doações, os recursos para manter a estrutura. Assim, atenderam a todos que foram acometidos pela gripe espanhola na época”, relata o presidente do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, José Miguel Rodrigues da Silva.

A Instituição fundada em 24 junho de 1918, em meio a um momento de extrema necessidade e desafios, seguiu crescendo com a missão de atender e zelar pela saúde da comunidade, tornando-se referência e o maior hospital do interior do Rio Grande do Sul. Hoje, pouco mais de um século depois, por obra do destino, tem assim como em sua fundação, uma pandemia a ser vencida. As frases nos jornais parecem se repetir, use máscara, evite aglomerações. No Hospital, a preocupação dos profissionais em oferecer o melhor cuidado e de voltar para casa bem, para sua família, são a realidade. “Hoje, ao enfrentarmos novamente uma Pandemia, precisamos olhar para a coragem daqueles que construíram esta casa de saúde, no exemplo que nos deixaram”, enaltece José Miguel, pontuando que “Diretoria, administradores, médicos e colaboradores, uniram-se, para montar uma estrutura e prontamente atender a todos, seguindo a missão do Hospital São Vicente de recuperar a saúde das pessoas, proporcionar um atendimento qualificado, seguro e todo o acolhimento e carinho que é tradição do Hospital”.

Um novo vírus, mais um desafio na história

A Pandemia da Covid-19, mudou a rotina e a vida do mundo todo. Até o momento, 1672 pessoas buscaram atendimento no HSVP, com sinais ou sintomas da Covid, sendo 452 positivas para a doença. Para o atendimento dos pacientes com suspeita ou confirmados de Coronavírus, o Hospital possui 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, três leitos de UTI Pediátrica e três leitos de UTI Neonatal. Ainda, são 66 leitos clínicos com a possibilidade de ampliação caso haja necessidade. O fluxo de atendimento foi todo organizado e preparado para que, os pacientes suspeitos e ou confirmados não tenham contato com os outros pacientes que precisam de atendimento.

Além disso, a Instituição se organizou em relação aos EPI’s. Através de iniciativas próprias e de várias parcerias externas, voluntárias com empresários, pessoas físicas, Ministérios Público do Trabalho e Federal e da Universidade de Passo Fundo, buscou matéria-prima e está confeccionando máscaras cirúrgicas e aventais.

Apoio da comunidade é fundamental

 Além de afetar a saúde, a pandemia da Covid-19 trouxe prejuízos a encomia e os recursos para enfrentar o momento ficaram escassos. Foi então que, a Instituição pode contar com grande auxílio da comunidade, empresas e poder público que se uniram ao Hospital para enfrentar esse inimigo comum. “Nós vicentinos doamos o nosso trabalho há mais de 100 anos e ao vermos esse empenho de todos em auxiliar esta casa de saúde, percebemos que, todo o trabalho e esforço estão sendo também um reflexo do significado do Hospital. Nascemos para acolher os acometidos pela Gripe Espanhola, crescemos com o apoio da comunidade e neste momento, reafirmamos esse propósito filantrópico e a existência de um hospital feito por todos e para todos”.

Profissionais da saúde fazendo história

Ao sair todos os dias de casa, os colaboradores enfrentam o medo da doença, a preocupação com os familiares e as angústias de uma rotina exaustiva em busca da recuperação dos pacientes. São quase quatro mil colaboradores no Hospital mobilizados para que todas as engrenagens funcionem. Para o cuidado com estes profissionais, essenciais, a instituição montou um Ambulatório Clínico, que funciona 24h, onde ao sinal de sintomas os colaboradores buscam atendimento, além de um Ambulatório de Escuta Psicológica. “São os colaboradores que fazem a história do Hospital. Foi a coragem das pessoas que permitiu a fundação da instituição e essa mesma coragem, vemos presentes nos profissionais que encaram a pandemia. Temos certeza que juntos vamos vencer tudo isso e saírem ainda mais fortes”, enaltece o presidente.  

A força de uma grande instituição e de seus profissionais

O Hospital São Vicente de Paulo chega aos seus 102 anos com mais de 63 mil m² de área construída, duas Unidades, 695 leitos, com tecnologia de ponta, mais de 3800 colaboradores e 800 médicos no Corpo Clínico, preparados para tender as mais diversas áreas. Em 2019, o Hospital internou 35.766 pacientes nas duas Unidades, realizou 42.391 procedimentos cirúrgicos e 48.634 atendimentos na Emergência. Estes números mostram a dimensão desta casa de saúde, que ao longo de seus mais de cem anos, cresceu, enfrentou desafios e se fortaleceu. “Estamos escrevendo uma nova história e fazendo com que surja deste momento difícil um hospital renovado, com mais força ainda nos seus colaboradores para continuar essa caminhada tão bonita e de tanto sucesso”, reitera José Miguel, parabenizando todos que fizeram e constroem a instituição. “Nós queremos parabenizar a todos e fazer memória aqueles que por aqui passaram e prestaram tão qualificados serviços para o bem do Hospital e da comunidade. Parabéns a comunidade de Passo Fundo, Sociedade Vicentina e aos que estão conosco hoje, comemorando mais um ano na vida do nosso Hospital, principalmente, parabéns colaboradores, vocês fazem a história deste grande hospital”.

Foto: Assessoria de Comunicação HSVP

--

Leia Também Hospital de Clínicas recebe doação do projeto “Fazer o Bem faz Bem” realizado pela JBS Emergência do HSVP volta a atender normalmente Emendas parlamentares garantem mais de R$ 4 milhões para hospitais de Passo Fundo Alerta Vermelho: Emergência do HSVP atinge sua capacidade máxima