Plano Safra: Cresol começa a operacionalização

Compartilhe

            O Plano Safra, anunciado nesse mês de junho, terá suas operações efetivadas a partir do próximo dia 1º (julho).  A cooperativa de crédito Cresol, está preparada para o início das atividades. A gerente Simone Rodrigues, concedeu entrevista a Rádio Planalto e explicou os principais pontos das linhas do Pronaf  e Pronamp, cujos juros baixaram entre 13% e 16%.

 

  Pronaf/Custeio

        Os produtores rurais poderão adquirir insumos agrícolas para a formação das lavouras, como adubo e  sementes. Os produtores enquadrados no PRONAF,  ou seja, que têm até quatro módulos de terra (64 hectares no caso de Passo Fundo), poderão contrair empréstimo de até R$ 250 mil.  Esse limite de R$ 250 mil  compreende o custeio das lavouras de verão e inverno. A taxa de juros para o custeio  oscila entre  2,75%  e 4% ao ano. O prazo para pagamento é de até um ano. Podem ser financiadas lavouras de milho, soja, cevada, trigo, criação de gado de corte, de leite,  dentre outras culturas.

Proagro

      Quando o agricultor faz custeio, seu empréstimo fica segurado, ou seja se faz o Proagro.  Em caso de danos provocados por seca, estiagem, vendaval, geadas, ou outras intempéries, ele pode acionar o seguro. Para isso precisa ter as notas fiscais dos insumos em seu nome ou em nome de um parente de 1º grau.

Pronaf/Investimento

      O Plano Safra, como de costume, permite que o produtor contraia empréstimo para aquisição de máquinas e equipamentos. Ele pode adquirir até R$ 165 mil,  à taxas que oscilam entre 2,75% e 4% ao ano. Esses recursos poderão ser investidos na aquisição de insiladeira, equipamentos de irrigação, tanques de resfriamento de leite,  ampliação de rede elétrica, estufas, contratação de mão-de-obra, construção de galpões e até instalação de energia solar, desde que as placas sejam brasileiras.  O prazo para pagamento é de 10 anos, com prestações anuais. Caso o produtor contrate R$ 100 mil em um banco, só poderá adquirir outro de R$ 65 mil em outra instituição.  Os limites para aquisição de máquinas são de R$ 80 mil para usados  e 165 mil para novos. 

Caminhonete  de carga

      A aquisição de caminhonete de carga também é contemplada no Pronaf.  Elas devem ser empregadas na produção de hortaliças, frutas e agroindústrias. O referido uso precisa ser comprovado. O prazo para pagamento é de cinco anos.

Correção de solo

    O Pronaf, permite também ao produtor rural, a contratação de empréstimo para fazer a correção de solo. Ele pode adquirir calcário, potássio, enxofre. O prazo é de cinco anos para o pagamento.

 

Construção de casas

         O Plano Safra 2020, permite também, através do Pronaf,  recursos de até R$ 50 mil para investimento habitacional.  Esses recursos poderão ser aplicados em construção e reformas. Pode usar esse recursos, o proprietário ou um terceiro,  cujo CPF esteja na mesma Declaração de Aptidão ao Pronaf (normalmente filho). Não é permitido o uso de contrato de arredamento de terra ou propriedade rural para contrair esse financiamento.  Até 40% do valor contratado pode ser usado no pagamento de mão de obra.

 

Aviários  e Chiqueirões

      Os recursos máximos para a construção de aviários e chiqueirões no Plano Safra, pelo PRONAF, são de R$ 330 mil por produtor.  O prazo para pagamento é de até 10 anos e a taxa de juros anual ficou em  4%.

Agroindústria e Turismo

       Também está previsto crédito para aplicação em agroindústria e turismo rural. Prazo de 10 anos e juro de 4% ao ano. Os recursos podem ser investidos na construção de espaço físico, aquisição de máquinas, caminhonete de carga e até para capital de giro.

          Pronamp

           O Pronamp, é o programa que contempla os produtores rurais, considerados de porte médio.  Na prática, eles têm mais de quatro módulos de terra (um módulo em Passo Fundo são 16 hectares).  O Pronamp prevê recursos para as mesmas finalidades do Pronaf. A diferença é que o juro é um pouco mais alto, 5%. Era de 6% e baixou nesse plano. Para o Pronamp também aumenta o limite, para R$ 430 mil por ano, por produtor. O prazo para pagamento, no caso de investimento, é de oito anos.

Prazo para iniciar as operações

      A cooperativa Cresol, inicia as primeiras operações no dia 1º de julho de 2020, com  entrega de recursos para o custeio. Já está prevista também a liberação de dinheiro para investimento no dia  15 de julho.

Cresol

       A unidade da Cresol de Passo Fundo, está localizada na rua Morom, logo abaixo da 7 de Setembro.  O atendimento está sendo presencial, dentro das regras de prevenção ao Covid (telefone 054 3312 9748). A cooperativa também atende pessoas físicas e jurídicas do meio urbano. Disponibiliza serviços de conta bancária sem taxa de manutenção, conta aplicação, seguros, cartões, financiamentos, crédito pessoal, crédito empresarial, habitações, boletos bancários e máquinas de cartões, dentre outros serviços. (Texto e foto, João Altair/Rádios Planalto) 

Leia Também Novo ciclone extratropical é previsto para a semana no RS Caixa deposita saque emergencial do FGTS para nascidos em fevereiro Faleceu o conhecido “Gringo”, da Vila Ricci Criança se solta de cadeirinha e cai de carro em movimento em Venâncio Aires