Prefeitura de Passo Fundo compra hidroxicloroquina

Compartilhe

              A prefeitura de Passo Fundo abriu licitação para compra de 15 mil comprimidos de hidroxicloroquina 400mg.  O edital nº 6.733, prevê a abertura das propostas na próxima quinta-feira (02 de julho). A licitação é clara em seu objeto do certame, que a aquisição da hidroxicloroquina, acontece em caráter emergencial para atender a Medida Provisória nº 926, ou seja, a norma destinada ao enfrentamento da saúde pública decorrente do novo coronavirus.

          O uso do referido medicamento é tema de debate acalorado na cidade. Um vídeo gravado pelo procurador do Estado Rodinei Candeia, onde sustenta que a secretária da saúde Carla Beatrice Gonçalves, teria dito em reunião do comitê do Covid,  que a hidroxicloroquina não entraria no tratamento da doença em Passo Fundo, tem milhares de compartilhamentos. Em seguida o prefeito Luciano Azevedo sustentou que não havia proibição de uso de  nenhum medicamento em Passo Fundo. No mesmo dia do lançamento do edital de compra dos remédios, sexta-feira passada, 26 de junho, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), redigiu uma carta advertindo a prefeitura sobre o protocolo adotado para o combate ao Covid 19, que segundo a entidade, fazia restrições ao uso de cloroquina e hiroxicloroquina pelos médicos locais.

        A aquisição do lote de remédios deve atenuar o debate.

Leia Também Novo ciclone extratropical é previsto para a semana no RS Caixa deposita saque emergencial do FGTS para nascidos em fevereiro Faleceu o conhecido “Gringo”, da Vila Ricci Criança se solta de cadeirinha e cai de carro em movimento em Venâncio Aires