Governo abre consulta sobre retomada das aulas presenciais no Rio Grande do Sul

Compartilhe

O governo do Estado do Rio Grande do Sul deu início a uma consulta a 1.520 entidades representativas sobre a retomada presencial das atividades de ensino. Até o dia 12 de julho, serão recebidas sugestões sobre o retorno das aulas e protocolos de prevenção por meio de formulário eletrônico.

Embora ainda não tenha uma data, o governo já definiu que o retorno das atividades presenciais será gradual e por etapas de ensino, a cada duas ou três semanas. No formulário enviado diretamente a cada entidade, são apresentados quatro cenários, começando pela educação e deixando por último o ensino superior, por exemplo, ou iniciando e finalizando com a educação infantil. Mas também existe a oportunidade de que cada avaliador apresente um cenário próprio.

A educação movimenta, no Rio Grande do Sul, mais de 2,5 milhões de pessoas, desde a pré-escola à pós-graduação, ou seja, cerca de 20% da sociedade gaúcha está envolvida, circulando (ou não) pelas ruas e ficando, em grande parte do tempo, juntas e ambientes fechados.

O Secretário da Educação, Faisal Karam destacou, ainda, que algumas das entidades de ensino já vinham sendo ouvidas nesse processo de construção, mas que, agora, a consulta está sendo estruturada e amplificada.

Leia Também Projeto de Lei prevê repasse de R$ 2 bilhões para retorno às aulas durante pandemia Enquete na #NEWS: mais de 4 mil pais não vão permitir a volta dos filhos à escola antes da vacina Inscrições para Ingresso Especial encerram nesta segunda-feira na UPF EMEI Criança Feliz, no Bairro Manoel Portela, deverá ser entregue no fim deste ano