Estado deve seguir com chuva volumosa

Compartilhe
Segundo a Climatempo,  o estado do Rio Grande do Sul segue com risco de chuvas e ventos fortes. A precipitação mais persistente e volumosa deve ocorrer sobre as regiões do Planalto Médio, Serra, Noroeste, Grande Porto Alegre e litoral norte do Rio Grande do Sul e sobre o oeste, planalto sul, serra e litoral sul de Santa Catarina.
Essas regiões são as que estarão mais sujeitas a ter novamente rajadas de vento em torno dos 100 km/h e volumes de chuva  da ordem de 100 mm em 48 horas. A maior parte da chuva e as rajadas de vento mais intensas devem ocorrer entre a tarde da terça-feira, 7 de julho e a madrugada da quarta-feira, 8 de julho. 

Os temporais esperados para estes dias são preocupantes e podem causar grandes danos como enchente, alagamentos, queda de árvores e destelhamentos. A chuva volumosa e as rajadas de vento muito fortes podem ocorrer também nas áreas que já foram atingidas pelos temporais da semana passada, mas isto não é uma regra. 

No decorrer da quarta-feira, 8, a medida que a frente fria estiver avançando sobre o Sul do Brasil, as áreas de chuva se espalham em direção ao Vale do Itajaí, norte de Santa Catarina e o Paraná, mas já com menos intensidade. Assim, os volumes de chuva para estas regiões não devem ser muito elevados. 

Uma forte massa de ar frio de origem polar vai avançar sobre  o Sul do Brasil a partir da quarta-feira, 8 de julho, causando muito frio no fim desta semana.


Leia Também Saiba os números de óbitos de 2017 a 2020 entre janeiro e julho em Passo Fundo Gaúchos poderão escolher município para realizar serviços de registro de veículos Líbano lida com devastação feita por explosões no porto Bolsonaro manifesta “profunda tristeza” por vítimas de explosão no Líbano