Defesa de suspensão ou de cassação da CNH pode ser feita via internet

Compartilhe
Foto: Divulgação / DetranRS   Foto: Divulgação / DetranRS 

A partir desta terça-feira (28/7), condutores do RS com processos de suspensão do direito de dirigir e de cassação do documento de habilitação podem apresentar defesa pela internet, por meio da Central de Serviços do DetranRS (https://servicos.detran.rs.gov.br) ou pelo portal do governo do Estado (rs.gov.br). O encaminhamento é de forma totalmente eletrônica, sem necessidade de envio de papéis via correios ou de protocolo no Tudo Fácil, o que moderniza e acelera o processo.

Uma novidade trazida pela funcionalidade é que o condutor ou seu representante pode desistir de uma defesa já cadastrada por ele mesmo, podendo agora substituir o documento de defesa anterior, seja por ter constatado um erro ou a falta de alguma informação. Assim, até que transcorra todo prazo que consta na notificação, é possível para o usuário a revisão ou a melhoria de uma defesa já cadastrada.

Chefe da Divisão de Suspensão e Cassação, Zulmira Terres destaca que a inovação traz facilidade. “Com base na eficiência, entregamos evolução. Respeito e empatia também se fazem quando otimizamos tempo e recursos, com diminuição de custos e agilidade no atendimento” afirma.

Possibilidades previstas na Central de Serviços do DetranRS para processos de suspensão e cassação:

• apresentação de defesa pelo condutor, por meio de upload de documentos com a alegação e eventuais comprovações auxiliares;
• apresentação de defesa pelo representante legal do condutor, com o upload do documento de representação (como procuração);
• acompanhamento do andamento da defesa, tanto pelo condutor como por seu representante;
• complementação de informações da defesa;
• desistência da defesa. 

A próxima etapa desse projeto prevê que o recurso administrativo, direito assegurado após a penalidade imposta, possa também ser apresentado via Central. Assim, neste primeiro momento, recursos de processos de suspensão e cassação deverão ser apresentados nos moldes atuais (com envio de requerimento por escrito).

Para o condutor que quiser antecipar o cumprimento da penalidade, o DetranRS informa que basta ir até um Centro de Formação de Condutores para assinatura de termo de desistência/renúncia do direito de defesa e recurso. Essa é a opção de muitas pessoas em tempos de pandemia, que querem aproveitar o momento de isolamento social para cumprir o prazo de suspensão do direito de dirigir e realizar o curso de reciclagem e a prova teórica.

DetranRS digital 

Além dos serviços digitais oferecidos pelo órgão, a Central de Serviços do DetranRS reúne informações detalhadas sobre a habilitação, veículos e infrações de pessoas físicas e empresas. Lançada em setembro de 2016, vem agregando progressivamente novas funcionalidades, desenvolvidas em parceria com a Procergs.

Os outros serviços disponíveis na Central são os seguintes:

• apresentação de condutor infrator para veículos de pessoa física (exceto PRF, Dnit, EPTC e outras unidades da federação);

• apresentação de condutor infrator para veículos de pessoa jurídica (exceto PRF, Dnit, EPTC e outras unidades da federação);

• apresentação de defesa da autuação e de recurso de infrações em que o órgão autuador é o DetranRS;

• impressão do documento de licenciamento do veículo (CRLV);

• impressão do Documento de Circulação Provisório de Porte Obrigatório (DCPPO);

• emissão de Certidão de Prontuário de Habilitação;

• devolução de valores de taxas não utilizadas, referentes a serviços de habilitação (CNH);

• consulta aos documentos que fazem parte dos processos de suspensão e/ou cassação do direito de dirigir, com o detalhamento das informações;

• impressão de extratos de autos de infração;

• registro de alerta de furto e roubo de veículo. 

Estratégia digital

Essa iniciativa faz parte da estratégia do governo do Estado de oferecer serviços digitais, por meio do portal www.rs.gov.br, para permitir que a população tenha acesso às facilidades públicas sem precisar sair de casa. Lançada em novembro de 2019, a plataforma concentra as funcionalidades oferecidas pelo Executivo, além de acesso ao governo federal e a administrações municipais.

Leia Também Defesa do médico Leandro Boldrini pede anulação do julgamento pela morte do menino Bernardo Semestre registra menor número de mortes no trânsito do RS em 14 anos Raio mata pecuarista e pelo menos 30 animais no Paraná Câmera flagra cliente arrancando cabelo e colocando em lanche antes de reclamar a vendedor