Volta a Libertadores: entre as regras da pandemia, é proibido beijar a bola

Compartilhe

Interrompida desde a metade do mês de março, após o Gre-Nal da confusão e o placar de 0x0, a Taça Libertadores da América será retomada amanhã, terça-feira, dia 15. Na quarta-feira, o Internacional enfrentará o América (Colômbia), a partir das 19h15, em Porto Alegre, e o Grêmio enfrentará o Universidade Católica, em Santiago (Chile), às 21h30.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) estabelece uma série de regras visando evitar o contágio pelo novo coronavírus.

O protocolo de saúde recomenda evitar a saída simultânea para o campo de jogo pelo mesmo túnel de acesso no aquecimento pré-jogo. Para a entrada das equipes, crianças (mascotes mirins) não poderão acompanhar jogadores e árbitros. Dentro do túnel, a distância socialmente aceita entre os adversários deve ser respeitada e todo tipo de saudação e interação por meio do contato físico deve ser evitado.

Beijar a bola também está proibido e os jogadores devem usar garrafas individuais de água ou bebidas isotônicas. É proibido trocar camisas ou qualquer outra parte do uniforme com atletas adversários, companheiros de equipe ou qualquer outra pessoa; o mesmo vale para bandeiras ou presentes. Para as entrevistas, é obrigatório o uso de máscara ou protetor facial. O não cumprimento das medidas de higiene está sujeito a sanção disciplinar.

Com o objetivo de preservar a integridade física dos jogadores, a Conmebol autorizou a alteração do regulamento, permitindo, entre outros, que um jogador que mudou de clube possa regressar à seu clube de origem na mesma edição do torneio, o que antes não era permitido.

A incorporação ao novo clube pode ocorrer em qualquer fase da competição em que sejam permitidas substituições na relação de jogadores escalados. A inclusão de cinco substituições por equipe em cada jogo.



Foto Ilustrativa: Quality Sport Images/Getty Images

Leia Também Planalto News conta a história de Passo Fundo Futsal x Horizontina Gre-Nal: Pepê marca e garante mais uma vitória de Renato sobre Coudet Câmara dos Deputados aprova ampliação de validade da CNH Proposta do Grêmio por Cavani seria de R$ 22,3 milhões por ano