Direção do Atlético/MG é pressionada pela torcida e desfaz contratação de Thiago Neves

Compartilhe

O meia Thiago Neves não jogará pelo Atlético Mineiro, após deixar o Grêmio. Poucos minutos após a imprensa noticiar o acerto entre as duas partes, na noite dessa segunda-feira (14), houve uma repercussão negativa por parte da torcida alvinegra e o entendimento de que não haveria clima para o jogador trabalhar no clube.

A rescisão do jogador com o Grêmio foi oficializada também nesta segunda, um pouco mais cedo. O atleta chegou ao tricolor em janeiro deste ano e assinou vínculo de 12 meses, mas não rendeu o esperado. Ele disputou 14 jogos e fez um gol. A decisão de romper o contrato veio devido a uma cláusula que obrigaria o clube a renovar o vínculo com Thiago caso ele atuasse por mais alguns jogos.

Antes, o atleta, de 35 anos, defendeu o Cruzeiro, onde foi bicampeão da Copa do Brasil (2017 e 2018), bicampeão Mineiro (2018 e 2019) e rebaixado para a Série B no ano passado. No clube celeste, onde jogou de 2017 a 2019, ele teve um início promissor, sendo decisivo, e um fim de passagem marcado por problemas. Houve polêmicas também com o Atlético.


Fonte: Rádio Itatiaia/MG

Foto: UOL

Leia Também Câmara dos Deputados aprova ampliação de validade da CNH Proposta do Grêmio por Cavani seria de R$ 22,3 milhões por ano Ministério da Saúde libera presença de 30% de torcedores nos estádios Trabalhadores dos Correios da região de Passo Fundo começam a voltar ao trabalho