Revista Time coloca Bolsonaro e Felipe Neto entre as 100 pessoas mais influentes do mundo

Compartilhe
(Adriano Machado/Divulgação)/Exame   (Adriano Machado/Divulgação)/Exame 
A revista americana Time, conhecida por nomear a pessoa do ano, listou nesta semana as 100 figuras mais influentes de 2020. Entre elas estão o presidente Jair Bolsonaro e o youtuber Felipe Neto. Os dois foram incluídos na categoria “Líderes”.

Além dos dois brasileiros, destacam-se na lista os artistas Selena Gomez, The Weeknd e Halsey. O diretor sul-coreano Bon Jon Hoo, autor do filme vencedor do Oscar Parasita, também está entre os apontados.

Cada indicado recebeu uma espécie de biografia no site da revista. O texto que apresenta o presidente Jair Bolsonaro é assinado por Dan Stewart, editor da revista. No texto, Dan apresenta o brasileiro como um líder que tem um “ceticismo teimoso”, que teriam ajudado nas altas das mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus e estimulado, com sua indiferença, aumento do desmatamento e de incêndios em regiões como a Amazônia e o Pantanal em 2020.

O editor da Time também ressalta que, apesar dessas questões, a popularidade do presidente está alta, principalmente devido aos pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600 durante a pandemia.

Já a biografia do youtuber Felipe Neto é assinada pelo deputado David Miranda (PSOL-RJ). Nela, o congressista defende que Felipe Neto é o digital influencer que melhor conseguiu se manter em alta ao longo dos anos. Felipe Neto é um dos primeiros youtubers brasileiros e produz conteúdo digital há mais de 10 anos.

Com mais de 39 milhões de inscritos no seu canal do Youtube e 12 milhões no Twitter, ele tem se posicionado contra o presidente Jair Bolsonaro e movimentos de direita no Brasil desde 2018. Na palavras do deputado David Miranda, Felipe Neto é uma das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2020 porque é ouvido por milhões e defende a democracia.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A LISTA COMPLETA

Fonte: Revista Exame

Leia Também Instituto Cecy Leite Costa manifesta pesar pela morte de ex-aluno, soldado Marco Antônio de Aquino Orlandi Mega-Sena acumula e próximo concurso pode pagar R$ 45 milhões Cucas serão vendidas na Paróquia Santa Teresinha neste sábado Pelo Brasil: candidato a vereador é preso com dinheiro na cueca