Centro de Distribuição da Amazon no Rio Grande do Sul abre seleção para 700 vagas

Compartilhe
Uma multinacional de logística que vai operar o Centro de Distribuição (CD) da Amazon - gigante mundial de e-commerce que prepara a instalação na Região Metropolitana de Porto Alegre - abriu 700 vagas de trabalho.

A previsão é de que os selecionados comecem a trabalhar na primeira quinzena de outubro no CD da Amazon em um parque logístico em Nova Santa Rita,  o maior do Estado.

Segundo o Jornal do Comércio, as vagas são para atuar na empresa suíça Kuehne+Nage, que presta serviço na movimentação de mercadorias adquiridas pela plataforma da Amazon. A gigante norte-americana até hoje não confirmou oficialmente o CD, mas as tramitações para a implantação da estrutura logística na Prefeitura de Nova Santa Rita são feitas em nome da Amazon.

A empresa de recursos humanos Luandre, que está divulgando as oportunidades, explica que não pode, devido a sigilo, revelar qual é a companhia contratante. São oportunidades de trabalho em duas funções: auxiliar de operações logísticas e operador de empilhadeira. A faixa de salários vai de R$ 1 mil a R$ 1,5 mil.

Segundo a prefeitura da cidade, a Amazon ocupará pavilhão de 41 mil metros quadrados que estava em construção em agosto. A prefeita Margarete Ferretti havia estimado a abertura de mil vagas. “O habite-se para o pavilhão já está regularizado e a obra praticamente pronta”, informou Margarete, em agosto.

A Amazon terá seu CD no parque logístico pertencente ao grupo 3SB. Este mês a companhia global e líder em seu setor, além de ser uma das mais valiosas do mundo, anunciou seu quarto CD no Brasil, que será em Cajamar, em São Paulo.

Para concorrer às vagas na futura operação gaúcha, os candidatos devem ter Ensino Médio Completo e experiência prévia. Para operador de empilhadeira, é exigida e experiência com equipamento de garfo duplo GLP e curso ou reciclagem em dia.

As pessoas devem se inscrever pelos links: https://luand.re/aux-logistico-rs (auxiliar logístico) e https://luand.re/oper-empilhadeira-rs  (operador de empilhadeira).

A Amazon terá a maior área no parque logístico, que já é o maior do Estado, com 150 mil metros quadrados construídos. O plano de expansão prevê até 205 mil metros quadrados. O terreno tem quase 500 mil metros quadrados. Operam no local braços logísticos ligados a Telefônica, BIG, Pepsico, AMPM Ipiranga e DHL.



A Rede Dia, que decidiu deixar o mercado gaúcho e já fechou lojas ocupava 31 mil metros quadrados e está negociando a transferência para outra rede do Rio Grande do Sul.

A notícia do investimento para atender à demanda de e-commerce, que cresce em meio à pandemia, ameniza a perda de outra operação na área, da concorrente Mercado Livre. A empresa argentina teria, por meio de sua operação brasileira, uma estrutura em Gravataí, que acabou sendo suspensa.

As informações são do Jornal do Comércio.

Leia Também Cucas serão vendidas na Paróquia Santa Teresinha neste sábado Pelo Brasil: candidato a vereador é preso com dinheiro na cueca Exportação é estratégia para buscar mais estabilidade no mercado, afirma consultor Rede de Farmácias São João inaugura filial em prédio histórico na cidade de Garibaldi