Capela do HSVP é reaberta no Dia de São Vicente de Paulo

Compartilhe
Em 19 de março deste ano, a Capela do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Passo Fundo, teve de ser fechada em virtude da pandemia da Covid-19. Em um local destinado ao cuidado da vida, a necessidade de amparo espiritual tornou-se cada vez mais evidente, de forma que, seis meses depois de seu fechamento, a Capela abre suas portas novamente aos fiéis.
A celebração, que atendeu às normas sanitárias para controle da Covid-19, aconteceu no domingo, 27 de setembro, dia de São Vicente de Paulo (SVP), padroeiro do HSVP, e Dia Nacional dos Vicentinos, ambas datas muito importantes para a instituição. Participaram da missa vicentinos membros da Diretoria Estatutária do hospital e alguns convidados da comunidade hospitalar.
Solicitando a reabertura da Capela, o Presidente José Miguel Rodrigues da Silva deu início ao rito específico recordando o histórico nascimento do hospital na sacristia da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em 1918, durante a pandemia da Gripe Espanhola. O Capelão Pe. Fábio de Morais destacou que a pandemia da Covid-19 acontece durante o Ano Vocacional Extraordinário do HSVP, e convidou todos os funcionários e colaboradores da instituição a refletirem sobre serem vocacionados ao cuidado dos enfermos. Ele também provocou um momento de oração pelas vítimas da Covid-19, enquanto soava o sino da Capela. Em seguida, a porta foi aberta novamente e teve início a Santa Missa em honra a São Vicente de Paulo.
Na homilia, Pe. Fábio destacou o papel de São Vicente na sociedade de seu tempo por ter sido um homem que se deixou tocar por Jesus Cristo e assumiu uma vida nova. O capelão ainda relacionou o evangelho do dia à memória do santo e ao mundo de hoje, dizendo que “somos chamados a trabalhar na vinha do hoje da história”.
A frase do capelão foi reforçada pelo Assessor Administrativo do HSVP, Luiz Dalmagro, que na ocasião estava representando os Vicentinos e disse que “São Vicente foi um filho que primeiro disse não, depois, pôs em prática” o mandato de Jesus no cuidado dos mais pobres, recordando que “a falta de saúde também é uma pobreza”. Dalmagro ainda parabenizou o grupo presente na celebração pelo Dia Nacional dos Vicentinos e pediu força a Deus para seguirem o chamado vocacional que São Vicente ensinou na frase “o amor é inventivo ao infinito”.
Por fim, o Presidente José Miguel também parabenizou o grupo de vicentinos por seu dia e assegurou que “na festa de São Vicente de Paulo, a Diretoria quer agradecer por tantos que lutam pela instituição no atendimento e acolhimento durante a pandemia”. E lembrou que os vicentinos trabalham gratuitamente “porque acreditam em Jesus que não fica parado e faz algo por seus irmãos e irmãs”.

(Fotos: Ascom HSVP/Scheila Zang)


Leia Também Iraquianos se preparam para acolher o Papa Francisco em viagem histórica Arcebispo dom Rodolfo divulga novas orientações pastorais sobre atividades da Arquidiocese com o Distanciamento Controlado Arcebispo dom Rodolfo apresenta orientações da Arquidiocese em função do distanciamento controlado Seminário da Campanha da Fraternidade Ecumênica começa de forma on-line na noite de segunda-feira