Outubro Rosa: cuidar de si para cuidar dos outros

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe

 

O mês de outubro colore de rosa nossos espaços públicos, prédios e monumentos. Ele nos reporta à importância do autocuidado e da preservação da vida. O autoexame pode ajudar muito no diagnóstico precoce e no prognóstico favorável.

Em termos de autoexame considero uma frase muito significativa: “um toque que pode salvar uma vida”. De fato, o autoexame pode ajudar muito na busca pelo diagnóstico precoce. O câncer de mama é um dos principais fatores que representam risco de morte entre as mulheres de todo o mundo. No Brasil só em 2020 foram diagnosticados mais de 66 mil novos casos de cânceres de mama. O número por si só assusta. O câncer de mama chega representar 30% de prevalência entre os outros tipos de cânceres entre as mulheres.

Entre as estratégias de prevenção e controle o autoexame tem se demonstrado eficaz para o diagnóstico precoce do câncer de mama. Em termos de prevenção os cuidados com a alimentação, a prática regular de exercícios físicos e a manutenção de hábitos saudáveis, pode ajudar sobremaneira.

Faz-se importante destacar a importância do autocuidado, inclusive para aquelas que têm no cuidado com os outros, sempre uma belíssima demonstração de carinho e afeto. As mulheres têm a dimensão do cuidado muito presente em suas vidas e o fazem com muita propriedade e empenho. Vale destacar que o primeiro cuidado, porém, precisa ser consigo mesmas, refletindo na plenitude o amor próprio.

Cuidar-se é uma demonstração de que estamos vigilantes sobre nós mesmos. O amor próprio é o primeiro amor. É muito difícil amar o outro, quando não nos amamos. O caminho da descoberta do amor próprio é fundamental nessa travessia. Esse encontro ou reencontro produz belíssimos resultados.

O convite ao amor próprio parece repetitivo, mas a repetição conduz à assertividade, desde que, corrigidas as falhas no percurso e com foco naquilo que é necessário para alcançar o êxito. A prevenção e o diagnóstico precoce ao câncer de mama estão na palma de nossas mãos. Visite seu médico regularmente. Busque orientação psicológica. Não esqueça de sua saúde física e mental. Enfim, não deixe para amanhã, para que quando ele chegar, seja mais florido e feliz.

 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também A porta misteriosa RABISCOS SEMANAIS: “Se vocês se calarem, as pedras gritarão!” Novembro Azul: a importância do autocuidado Celebrar o dia da Consciência Negra: uma necessidade política