Tia é presa por agredir e manter sobrinha em cárcere privado em Passo Fundo

Compartilhe

Por volta das 15h30 dessa sexta-feira (23), uma guarnição do 2º Esquadrão foi despachada para averiguar uma denúncia anônima de cárcere privado, na rua Coronel Mosqueteiro no Bairro Parque Recreio.

Ao chegar no local foi constatado que se tratava de uma residência completamente fechada.

Ao fazer contato com a parte, vítima, que possui 14 anos e estava no seu interior, ela relatou que a sua tia havia lhe trancado e ido ao dentista na UPF, que fica aproximadamente 12km da residência. Já havia se passado 2 horas deste fato.

Ao questionar se havia alguma chave ou adulto que estaria sob responsabilidade, a resposta foi negativa e que a única chave estava com a tia.

Ao fazer contato com a tia, via celular, foi negado o comparecimento para abrir a residência. Durante o contato foi verificado que na entrada da residência havia muitas madeiras e próximo a elas existia fiação elétrica exposta e com remendos causando risco de incêndio.

Após a guarnição esperar 1h30, a indiciada, de 48 anos compareceu no local e libertou a vítima.

Em razão disso, foi dado voz de prisão e a tia da vítima, que foi conduzida até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento.

Durante a confecção da ocorrência na delegacia foram constatadas lesões pelo corpo da vítima, que a própria tia seria autora, ainda relatou que eram constantes o cárcere privado e as agressões.

O Conselho Tutelar acompanhou a ocorrência até a apresentação na delegacia, onde foi feita a prisão em flagrante.

Leia Também Foragido é preso pela Brigada Militar na madrugada de sábado em Passo Fundo Motorista de ônibus que caiu de viaduto e matou 16 pessoas pulou do veículo antes do acidente Força-Tarefa: multas, dispersão por aglomeração e prisão por desacato em Passo Fundo Grave acidente: ônibus cai de viaduto em Minas Gerais e deixa pelo menos 14 mortos