Líderes mundiais pedem ao G20 financiamento para vacinas e testes

Compartilhe

Os líderes do G20 precisam ajudar a cobrir um déficit de financiamento para a compra de vacinas, medicamentos e testes destinados ao combate da pandemia de covid-19. O apelo consta em carta do presidente da África do Sul, do primeiro-ministro da Noruega, dos chefes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Comissão Europeia.

A carta, de acordo com a Reuters, foi enviada antes da cúpula virtual do Grupo dos 20 no fim de semana em Riad, na Arábia Saudita, que atualmente detém a presidência rotativa do bloco, composto por nações ricas e grandes potências emergentes.

"Um compromisso dos líderes do G20 na cúpula em Riad, de investir substancialmente no déficit de financiamento imediato do ACT (Access to Covid-19 Tools) Accelerator de US$ 4,5 bilhões, salvará vidas imediatamente, estabelecerá as bases para aquisição e entrega em massa de ferramentas voltadas para a doença em todo o mundo e fornecerá uma estratégia de saída para esta crise econômica e humana global", diz o texto.

O ACT Accelerator é um projeto liderado pela OMS, que também visa a garantir vacinas contra a covid-19, exames de diagnósticos e equipamento de proteção para países mais pobres.

A carta também pede aos líderes do G20 que se comprometam conjuntamente com "uma proporção dos gastos de estímulo futuro" nas ferramentas, que têm como objetivo particular garantir o abastecimento de países de baixa renda.

Leia Também Covid-19: mais dois óbitos de moradores são confirmados em Passo Fundo, total vai a 183 Vítimas da Covid-19: casal morre com menos de 24 horas de diferença em Passo Fundo Prefeitura de Erechim altera decreto e retira medida que previa toque de recolher Coronavírus: registrado óbito de mulher de 73 anos em Passo Fundo