Postos atendem neste sábado em Passo Fundo no Dia D de vacinação para crianças e adolescentes

Compartilhe

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomelite e a Campanha Nacional de Multivacinação para a atualização da caderneta de crianças e adolescentes encerram no próximo sábado (21), quando haverá o Dia D. Para estimular a procura pela imunização e facilitar o acesso das famílias, as unidades de saúde ficarão abertas das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia.

A preocupação da Secretaria Municipal de Saúde é com relação à poliomielite. A meta é vacinar 95% das crianças com idades entre um a cinco anos incompletos. Até o momento, o índice de imunização é de 63%.

Além da poliomelite, são verificadas outras 17 vacinas. A orientação é que, mesmo com a vacinação dos filhos em dia, os pais procurem a unidade mais próxima da sua casa para avaliar se há alguma dose que não foi realizada.

A coordenadora de Vigilância em Saúde de Passo FundoMarisa Zanatta, destaca a importância da vacinação, mesmo de doenças já erradicadas. “A vacinação é a forma mais eficaz na prevenção das doenças imunopreveníveis, protege a pessoa que toma e também as que estão ao seu redor, diminuindo a chance de contágio inclusive para aqueles que não tomaram a vacina. Leve seu filho a uma unidade de saúde, pois vacinar é um ato de amor”, considera.

 

Poliomelite

A população-alvo para a vacina contra a poliomielite são as crianças de um a cinco anos incompletos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), que deverão ser vacinadas indiscriminadamente com a Vacina Oral Poliomielite (VOP) desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico de vacinação.

A meta mínima é vacinar 95% do grupo. Em Passo Fundo, estima-se vacinar mais de 9.960 crianças.

 

Multivacinação

Essa campanha objetiva a atualização da situação vacinal de crianças e adolescentes com até quinze anos incompletos (14 anos 11 meses e 29 dias). A estratégia é vacinar de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação. Esta estratégia busca imunizar crianças e adolescentes ainda não vacinados ou com esquemas de vacinação incompletos. Adolescentes e crianças menores de 15 anos devem atualizar a caderneta de vacinação.

Um dado importante é que a vacina ACWY, que previne meningite e outras infecções, passou a ser disponibilizada na rede pública e entrou neste ano para o calendário. Ela deve ser feita na faixa entre 11 e 12 anos.

 

 

Leia Também Prefeitura amplia número de contratações em saúde para atender demanda dos casos de Covid-19 Conselho Municipal de Saúde recomenda lockdown em Passo Fundo Centro Oncológico Infantojuvenil do HSVP completa cinco anos de atuação Combate à medicina ilegal: direção do Cremers se manifesta à Planalto News sobre ações implementadas