Novembro Azul: a importância do autocuidado

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


O mês de novembro pinta nossos calendários de azul. Ele, assim como o outubro rosa, nos reporta à importância do autocuidado e da preservação da vida. Exames periódicos podem auxiliar sobremaneira no diagnóstico precoce e no prognóstico favorável do câncer de próstata.

O câncer de próstata acomete exclusivamente o público masculino. É um dos principais fatores que representam risco de morte entre os homens de todo o mundo. No Brasil, só em 2020, serão diagnosticados 65.840 novos casos de cânceres de próstata. O número é alarmante. No ano de 2018 o câncer de próstata foi o responsável por 15.576 mortes no Brasil.

Entre as estratégias de prevenção e controle destacam-se: os exames regulares de PSA (Antígeno Prostático Específico), que quando normal apresenta números até 4,0 ng/ml de partículas no sangue. Se a variação está entre 2 e 10ng/ml, o médico pode pedir o PSA fracionado para avaliar melhor o quadro; outra estratégia para o diagnóstico é o toque retal, realizado por um profissional médico, especialista na área, capaz de identificar sinais de doença na próstata. Uma atenção especial precisa ser dada pelos homens com histórico da doença na família, no entanto para todos os demais, a partir dos 40 anos, exames anuais de PSA podem ajudar muito no diagnóstico precoce.

Ainda, paira no horizonte masculino uma série de preconceitos e receios, especialmente quanto ao exame de toque retal. Apesar das campanhas de conscientização incentivarem e demonstrarem a importância do exame, alguns homens ainda se negam a realizá-lo. Mas esse número tem diminuído nos últimos anos, pois a possibilidade de cura quando do diagnóstico precoce do câncer de próstata chega aos 90%, número bastante animador e encorajador.

O autocuidado é reflexo do amor próprio. Cada vez mais os homens têm aderido à reflexão da importância do autocuidado, porém, ainda há um caminho a ser percorrido. Falar de si, de suas frustrações e problemas, têm ajudado muitos homens a encararem a vida de forma mais leve e feliz. Procurar ajuda não é sinal de fraqueza, e pode ajudá-lo a escrever uma nova história.

 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também O leão e o pastor Você já ouviu falar da Síndrome de Burnout? Pe. Ivo e Pe. Fernando, gratidão! A convicção e o testemunho da Ressurreição