Ministério da Saúde anuncia a ordem de vacinação contra a Covid-19 no Brasil

Compartilhe

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (1º) as primeiras informações de como deve ser o plano de vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

As primeiras doses, segundo comunicado da pasta emitido após reunião hoje, serão usadas para imunizar profissionais de saúde, idosos e indígenas. 

No entanto, ainda não foi apresentado o plano completo. 

"Na primeira fase, conforme a chefe do PNI, devem entrar trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena", diz a nota.

A segunda fase inclui a vacinação de idosos entre 60 e 74 anos. Em seguida, serão imunizadas pessoas com comorbidades, como doenças pulmonares, cardiovasculares, etc.). 

A quarta fase é para professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e detentos.

"Ao todo, os quatro momentos da campanha somam 109,5 milhões de pessoas imunizadas, em duas doses, como previsto pelos esquemas vacinais dos imunizantes já garantidos pelo Ministério da Saúde – Fiocruz/AstraZeneca e por meio da aliança Covax Facility", acrescenta a nota.

O ministério também informa que já negocia compras de seringas e agulhas que serão necessárias para a vacinação contra a covid-19.

"Encontra-se em andamento processo de compra de 300 milhões de seringas e agulhas no mercado nacional para aplicação das doses, e outras 40 milhões no mercado internacional."

Leia Também Força-tarefa mantém ações em Passo Fundo Anvisa decide autorização emergencial para uso de vacinas Cantor Gusttavo Lima mostra cilindros de oxigênio que serão doados para Manaus Covid-19: ministério confirma reinfecção com nova variante no Amazonas