Maria, mãe da humanidade

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe

Sabemos, pela Sagrada Escritura, que Maria e José fugiram para o Egito com o menino Jesus, por medo de Herodes, que ordenou a matança de todos os meninos de dois anos ou menos, em Belém e arredores.

A viagem era longa, pois não havia meios adequados de locomoção. A distância calculada era aproximadamente de trezentos quilômetros.

Segundo a lenda, nas andanças pelo deserto, eles encontraram uma casinha pobre, onde chegaram e pediram pouso para uma noite. Era uma casa de assaltantes, gente de má fama, onde ninguém ousava se aproximar. Ali encontraram uma mãe, com um filho pequeno, chamado Dimas, mas que não tinha leite para amamentá-lo. Maria amamentou-o e a criança se reanimou.

A visita da mãe de Jesus deixou uma marca indelével na vida dessa família.

No alto da cruz, trinta e três anos depois, ouviu-se a promessa de Jesus ao ladrão arrependido, chamado Dimas: “Hoje estarás comigo no paraíso”.

Leia Também “A figura deste mundo passa” O agir político durante a pandemia Valorize o que você tem RABISCOS SEMANAIS: Ciclística do Viver!