Padre Ladir Casagrande: 2020, o ano em que a Igreja também se reinventou

Compartilhe

MENSAGEM DO PADRE LADIR CASAGRANDE, VICE-DIRETOR DAS RÁDIOS PLANALTO


A Igreja viveu, neste ano de 2020, uma experiência nunca imaginada na sua longa história. Acostumada a reunir multidões em todas as partes do mundo, se viu obrigada a restringir a participação de fiéis e até mesmo celebrar missas sem a presença desses, em função da pandemia.

 Eventos tradicionais em nossa região, como a Romaria de Nossa Senhora Aparecida, em Passo Fundo, de Santa Rita em Carazinho, e tantos encontros, reuniões, assembleias, festas de padroeiros, não foi possível serem realizados.

 Milhares de crianças, adolescentes e jovens ficaram sem poder participar da catequese presencial e dos encontros, durante este ano.

 No entanto, assim como tantas outras entidades, a igreja se reinventou, e, como nunca, fez uso dos meios de comunicação e das redes sociais para chegar até os seus fiéis. Cursos, palestras, mensagens, missas tomaram conta destas redes na tentativa de levar a igreja até as casas e proporcionar uma experiência de encontro com Deus na intimidade do lar.

 A igreja católica sempre esteve preocupada, especialmente através da Caritas, com as pessoas em situação de vulnerabilidade social, atendendo milhares de famílias que encontram dificuldades para se sustentar.

 Neste ano de pandemia, a solidariedade ganhou força e, os católicos deram uma demonstração de amor ao próximo de forma concreta, fazendo doações e garantindo o pão de cada dia aos irmãos mais pobres, independente de credo religioso.    

 Eu gostaria de concluir com um pensamento do Papa Francisco.

Com o exemplo de Jesus, o médico do amor divino integral, isto é, da cura física, social e espiritual, como era a cura que Jesus fazia, devemos agir agora, para curar as epidemias causadas por pequenos vírus invisíveis, e para curar as que são provocadas pelas grandes e visíveis injustiças sociais. Proponho que isto seja feito a partir do amor de Deus, colocando as periferias no centro e os últimos em primeiro lugar. E a partir deste amor concreto, ancorado na esperança e fundado na fé, será possível um mundo mais saudável. Caso contrário, sairemos piores da crise. Que o Senhor nos ajude, nos conceda a força para sair melhores, respondendo às necessidades do mundo de hoje.

 

Leia Também Arcebispo de Manaus faz apelo emocionado para que enviem oxigênio para salvar a população Inicia a 3ª etapa da Pós-Graduação em Espiritualidade da Itepa Irmãs de Notre Dame celebram Jubileu de Vida Religiosa Consagrada em Passo Fundo Campanha contra a Covid-19 no Vaticano: o Papa e o emérito foram vacinados