Categoria esclarece na Planalto News: tendência é de não ocorrer greve dos caminhoneiros em fevereiro

Compartilhe
Foto: Reprodução / Internet   Foto: Reprodução / Internet 
Conselho Nacional de Transportes Rodoviários de Cargas (CNTRC) marcou, recentemente, para o dia 1º de fevereiro uma nova paralisação dos caminhoneiros em todo o país. A greve foi aprovada após convenção realizada pela categoria em dezembro do ano passado. A tendência, porém, é de o movimento não acontecer por parte dos caminhoneiros autônomos.
O governo federal começou a dar atenção a algumas solicitações do setor, como o ajuste nos preços do frete com base na inflação e no preço do diesel S10 no segundo semestre de 2020. A situação é muito difícil para a categoria, até mesmo analisando o quadro com o preço do frete.
Mesmo assim, a tendência não é de greve pelo atual momento, segundo Ângelo Alérico, um dos líderes do Sindicato dos Trabalhadores Autônomos no Transporte de Cargas, em Passo Fundo. Ele concedeu entrevista para Ben Hur Borges, no programa Comando Popular.
Existe a preocupação também com o quadro de pandemia. A orientação é para não ocorrer aglomerações, o que acaba acontecendo durante os atos grevistas.
A situação foi discutida em reunião nessa terça-feira com o poder público municipal e o comando da Brigada Militar.



ACOMPANHE A ENTREVISTA  (áudio)

Leia Também Prova de vida, pensão por morte e encaminhamento de benefícios: especialista Caroline Pereira orienta na Planalto News ECB Group assina contrato com empresa holandesa para compra de matéria-prima sustentável de Pongâmia Rádio Planalto se torna a primeira emissora do estado a contar com energia elétrica de forma renovável através da geração hidrelétrica CNJ decide aposentar desembargadora por ter beneficiado filho preso em MS