Madri confirma 3 mortos e 11 feridos após explosão de gás

Compartilhe
EFE/ DAVID FERNÁNDEZ   EFE/ DAVID FERNÁNDEZ 
O Gabinete de Informações de Emergências da Prefeitura de Madri, na Espanha, confirmou, nesta quarta-feira (20), a morte de três pessoas na explosão causada por um vazamento de gás, que afetou pelo menos quatro andares de um prédio, na região central da capital espanhola.

As vítimas fatais são uma senhora de 85 anos e duas outras pessoas, que ainda não foram identificadas.

Outras 11 pessoas ficaram feridas, sendo 9 sem gravidade, uma com ferimentos moderados e uma última em estado grave.

Entre os machucados, estão um homem de 26 anos, que sofreu uma fratura no tornozelo e um trauma na coluna, e um homem de 53 anos, que teve um ferimento leve na cabeça. Ambos foram encaminhados para o hospital. 

Os idosos da residência vizinha ao prédio que explodiu saíram ilesos e foram transferidos por ambulâncias para outra residência próxima. Segundo eles, as crianças de uma escola próxima também estão a salvo.

O interior do edifício ainda enfrenta as chamas da explosão, mas os bombeiros alertaram que "não é aconselhável intervir" porque, se o fogo se apagar, pode ocorrer um acúmulo de gás e, consequentemente, poderia afetar a estabilidade da estrutura.

(R7)

Leia Também Confira na íntegra os posicionamentos do Arcebispo Dom Rodolfo e advogada de defesa do padre Elizeu Moreira Arcebispo Dom Rodolfo se manifesta na Rádio Planalto News FM 92.1 sobre a prisão de padre em Passo Fundo Conselho Paroquial de Tapejara emite nota sobre prisão de padre em Passo Fundo Sobrevivente de tragédia da Chapecoense volta a sofrer acidente grave