A corda da salvação

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe

A morte de um homem de maus sentimentos e de difícil arrependimento o fez padecer longos anos no purgatório. Nessa situação, deveria pagar pelas faltas cometidas, que não o condenaram à pena eterna, no inferno.

Em meio aos sofrimentos sem conta, suplicava pela misericórdia de Deus, para que o anistiasse das faltas cometidas. Até que um dia, Deus enviou um anjo com a boa notícia:

- Deus atendeu seus pedidos. Mandou encurtar a sua pena e sair desse tormento. Aqui estou para ajudá-lo a fazer a travessia até o céu. Para tanto, lançarei uma corda, pela qual você subirá ao paraíso. Se estiver purificado de seus pecados e verdadeiramente arrependido, tudo será bem sucedido. Continue suplicando misericórdia ao Senhor, pois o coração humano é imprevisível e poderá demonstrar ingratidão.

O anjo desapareceu e o pecador, anistiado de suas penas, viu descer uma corda, em forma de escada, pela qual deveria empreender a subida ao céu.

E sem demorar um segundo, começou a escalada para a felicidade eterna. Quando já estava numa boa altura, olhou para trás e viu outros condenados aproveitarem a oportunidade da corda, para também subirem por ela. Então se pôs a chutar e dar pontapés naqueles que o seguiam, criando-se uma grande confusão. Com o balançar da corda e o peso do egoísmo, ela se rompeu e voltaram todos a padecer na situação anterior.

O anjo se limitou a enviar um recado, dizendo ao pecador anistiado, que ele não estava suficientemente purificado dos males, e ainda não possuía um bom coração para morar junto de Deus.

Leia Também Você já ouviu falar da Síndrome de Burnout? Pe. Ivo e Pe. Fernando, gratidão! A convicção e o testemunho da Ressurreição Deus sobre uma árvore